Nesta última semana, o Ministério Público do Estado de São Paulo, através do promotor Dr. Tulio Vinicius Rosa, propôs à Justiça uma Ação Civil Pública contra o ex-prefeito Sérgio de Mello, a ex-vereadora Eliana Cláudia Alves e seu esposo Washington Luís Alves e as empresas Fênix Turismo e Malu Turismo, assim como a prefeitura de Guaíra, por atos de improbidade administrativa referentes à contratação da firma de transporte universitário durante a gestão petista (2013-2016).

De acordo com o processo, o MP instaurou inquérito civil e investigou supostas irregularidades praticadas pelo então prefeito do PT na contrato com a Expresso Fênix Turismo Eirelli Epp a partir do ano de 2013.  “Segundo o apurado, logo depois de um mês que tomou posse no cargo de Prefeito Municipal de Guaíra, o demandado Sérgio De Mello resolveu por bem beneficiar a sua correligionária Eliana Cláudia Alves, eleita primeira suplente da Câmara Municipal de Guaíra, e o marido dela, Washington Luís Alves”, destaca a ação.

A causa, que equivale ao montante de R$ 21.066.675,00, ainda solicita que o juiz autorize o bloqueio dos bens dos envolvidos durante o decorrer do processo até o limite de R$ 4.614.297,48 – valor estimado do dano mais a multa de até duas vezes.

CLIQUE AQUI PARA CONTINUAR LENDO ESTA MATÉRIA NO SITE DO JORNAL O GUAÍRA – OU ACESSE: WWW.OGUAIRA.COM.BR