Lago Maracá está com oxigenação no nível máximo

Para alívio de toda população de Guaíra apesar do baixo nível a água do Lago Maracá tem oxigênio mais do que suficiente para manter a vida aquática

limpeza lago  (42)

Para alívio de toda população de Guaíra apesar do baixo nível a água do Lago Maracá tem oxigênio mais do que suficiente para manter a vida aquática. As duas amostras colhidas quinta feira, dia 21, registraram valores de OD – Oxigênio Dissolvido – muito superiores ao nível médio para garantir a sobrevivência do bioma. A testagem colhida do lado da Prefeitura, em água rasa, a análise registrou 7 miligramas de oxigênio por litro. Já em local mais profundo, com amostra colhida no jirau da ilha o registro foi de 7,9 miligramas por litro. O índice de OD para manter os peixes vivos é de 4 miligramas, o máximo é de 8 miligramas. Ou seja, apesar do nível baixo e águas turvas o lago Maracá está com a oxigenação excelente.

Já o teste de DBO – Demanda Bioquímica de Oxigênio – realizado nas mesmas amostras deve ficar pronto na semana que vêm. Esta análise exige que a amostra fique exposta aos reagentes por cinco dias. O DBO mede a capacidade da água em manter o oxigênio, o que pode depender das condições fisioquímicas da água e fatores externos. 

O resultado já foi informado ao vereador Natal Pereira, que solicitou o estudo, e o Deagua informou fará o monitoramento com testes semanais e os equipamentos para oxigenação mecânica ficarão a disposição para atuar caso o índice de oxigênio baixe.

LIMPEZA

O vereador sugeriu que a Prefeitura poderia aproveitar a baixa da água e recolher os detritos do leito seco do manancial.  Às vezes, até mais de uma vez por semana, no entanto os usuários do parque, os sem consciência, dispensam lixo mesmo com o leito seco, principalmente nos finais de semana. Jovens se reúnem a noite para confraternizações de dispensam nas margens e no leito do lago, garrafas, embalagens de salgadinhos e outros detritos. 

O que o Chefe do Departamento de Parques e Jardins, Givanildo Placedino de Carvalho pede aos usuários do parque é que eles respeitem o espaço público que serve para o lazer deles mesmos, e de toda população de Guaíra. “Nós guairenses temos o maior carinho pelo Lago Maracá. É motivo de orgulho, então temos que cuidar dele, não temos do direito de dispensar detritos no lago. Os usuários devem ter a consciência de levar consigo toda sujeira produzida por eles e dispensá-las para a coleta doméstica. É ilógico a Prefeitura ter que coletar lixo dentro do lago toda semana” arrematou Givanildo. 

Publicidade:
Anterior Sertanejo universitário e música raiz abrem a 59ª Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos 
Próxima Fatiana Ferreira repete dose e conquista melhor nota na segunda noite da Festa do Peão de Barretos