Cooperativa de Recicladores de Guaíra já é realidade


coleta seletiva (1)

O lixo é um dos mais graves transtornos contemporâneos, revelando também sérios problemas sociais. Nos dias atuais, os objetos em geral têm menor durabilidade e necessitam de reposição a curto prazo – são os descartáveis, produtos que são utilizados uma única vez ou por pouco tempo e em seguida jogados fora. Então como solucionar essas questões?

Dentre as soluções propostas está a reciclagem com a criação da Coopergua (Cooperativa de Trabalho dos Recicladores de Guaíra/SP), que tem como atividade principal o processamento de resíduos não perigosos. Material reciclável, tipo latinhas de alumínio, plástico pet, papel e outros metais.    

Projeto desenvolvido pela Prefeitura de Guaíra através do Departamento de Planejamento do Meio Ambiente que chama atenção sobre a importância de reciclar os desafios e seus benefícios.   

Entender a importância de reciclar é o primeiro passo, mas saber praticá-la é o desafio maior. A reciclagem é uma mola propulsora, pois o conceito abrange diversos aspectos técnicos, econômicos e sociais da relação homem e meio ambiente.

Ao contrário do que muitos pensam, a relação custo-benefício de um projeto de reciclagem, bem gerenciado, pode apresentar resultados positivos.

Atualmente, sete pessoas fazem parte da cooperativa no município, que até então, se sentiam abandonadas por falta de qualificação, agora tem uma oportunidade de trabalho.

“Para esses cooperados o significado de inserção na sociedade é contundente, significativo e educativo, já que os mesmos, hoje, são exemplos de dignidade, respeito, e de cidadania.” Reforça o chefe de Planejamento do Meio Ambiente, Alaor Borges Pinheiro Neto.

Além da importância social, a reciclagem do lixo tem um papel fundamental na preservação do meio ambiente e consequentemente economia de recursos. Cerca de 30% de todo o lixo é composto de materiais recicláveis como papel, vidro, plástico e latas.

Tirar esses materiais do lixo traz uma série de vantagens. Uma delas seria a economia de recursos naturais e de energia gastos na produção de itens novos. Cada lata de alumínio reciclada, por exemplo, economiza energia elétrica suficiente para manter uma lâmpada de 60 watts acesa por quatro horas. E, a reciclagem de 100 toneladas de plástico evita o uso de uma tonelada de petróleo. 

De acordo com o prefeito Sérgio de Mello o município de Guaíra está no caminho certo em se tratando de reciclagem de lixo e enfatiza a atuação da cooperativa, tanto na importância ambiental como na social. “O projeto da Coopergua visa a valorização de seus trabalhadores bem como a conscientização e participação popular. À medida que a comunidade for aceitando, acreditando e multiplicando a idéia a abrangência.”, ressalta Sérgio Mello.    

Publicidade:
Anterior Um mês para elas, porque elas merecem
Próxima Aniceto terá espetáculo musical na praça