Os brasileiros ocupam o segundo lugar no ranking de cirurgias plásticas do mundo.  A busca pelo corpo que agrade requer cuidados e esforços que só o paciente pode fazer. O pré e o pós-operatório são trabalhos multidisciplinares que podem envolver profissionais de outras áreas da saúde — como psicólogos e nutricionistas. Nessas fases, o comprometimento do paciente também é fundamental para o sucesso do procedimento.

Entre os procedimentos mais procurados no país estão: aumento de mama, lipoaspiração, cirurgia das pálpebras, rinoplastia e abdominoplastia. Para melhor compreensão da importância dos cuidados depois destes procedimentos, Arnaldo Korn, diretor do Centro Nacional — Cirurgia Plástica, lista os procedimentos e os cuidados com cada um deles:

1 – Aumento de mama: a cirurgia mais procurada pode durar de uma a duas horas. A internação é de 12h, com alta no mesmo dia. O período de recuperação é geralmente de 24 a 48 horas, seguido de repouso por alguns dias. Após o procedimento, é recomendável não fazer esforços por oito dias e evitar movimentar muito os braços. Exercício físico e atividades normais só são liberados sob orientação de cirurgião.

2 – Lipoaspiração ou lipoescultura: o procedimento, voltado a remover excessos de gordura no corpo e remodelar áreas específicas, tem o tempo de duração, em média, de três a quatro horas. Bandagens elásticas são colocadas para a finalização do procedimento, pois ajudam a controlar o inchaço e a comprimir a pele. Nesse procedimento, é necessário não fazer esforços por oito dias.

3 – Cirurgia das pálpebras ou blefaroplastia: A correção de defeito nas pálpebras tem a média de 90 minutos de duração. Nesse caso, compressas com água fria sobre os olhos podem ser úteis para proporcionar certo conforto. O ideal é evitar sol e vento por oito dias, mas caso haja necessidade de se expor, é preciso usar óculos escuros. Dependendo da evolução pós-operatória, em menos de uma semana é possível voltar às atividades normais.

4 – Rinoplastia: para a correção do nariz, o tempo de cirurgia fica entre uma e duas horas, além de até 72 horas com tamponamento nasal. Há cuidados especiais com o gesso ou o imobilizador, como não traumatizar o curativo, evitar a umidade ou a tentação de retirá-lo. É necessário evitar sol de praia no período de 90-120 dias, mas pode haver exposição ao sol ocasional de rua a partir do terceiro dia. Uso de óculos é permitido apenas quando autorizado.

5 – Abdominoplastia: a cirurgia procurada por quem visa um abdome mais liso e silhueta mais definida leva de 90 a 120 minutos. Após esse procedimento, é imprescindível evitar esforços por 14 dias e levantar-se tantas vezes quanto o recomendado, respeitar o período de permanência sentado e não subir escadas longas. É recomendável não se expor ao sol e friagem por duas semanas. Dietas são liberadas pelo cirurgião.

Segundo ele, depois do procedimento feito, pode acontecer de se sentir tão bem ao ponto de parecer que nem foi operado: “Por isso os cuidados devem ser levados a sério, para não esquecer e cometer um esforço ou descumprir as recomendações, que podem ocasionar transtornos. Em casos de mal-estar não previstos, é importante consultar o cirurgião, pois somente ele pode sanar as dúvidas”.

Cientes de todos os cuidados do pré e pós-operatório, além de vencer o medo é necessário um planejamento financeiro: “Hoje, é possível parcelar o procedimento em locais,  como no Centro Nacional — Cirurgia Plástica, ­ que funciona como uma assessoria administrativa, oferecendo crédito com condições especiais de pagamento, cujo objetivo é oferecer ao paciente contrato de prestação de serviços, para que ele possa fazer exames pré-operatórios e que o processo de internação hospitalar seja agilizado”,  finaliza Korn.