Pausas restauradoras são essenciais durante a quarentena

Docente do Senac Barretos dá essa e outras dicas para manter o convívio neste período de isolamento social

Desde que a pandemia de Covid-19 foi decretada e as pessoas passaram a seguir as recomendações de isolamento social sugeridas pelas autoridades de saúde do mundo inteiro, a rotina das famílias se transformou.

Se antes os principais encontros entre parentes e companheiros se resumiam ao período noturno, quando se voltava para casa depois de um dia de trabalho, por exemplo, agora, quem mora debaixo do mesmo teto, precisa aprender a conviver praticamente o tempo inteiro.

Para a socióloga e docente do Senac Barretos na área de desenvolvimento social, Daiane Gibeli, é comum que esse novo cotidiano passe a gerar conflitos e até desgaste em alguns relacionamentos. Por isso, ela recomenda que se use, em casa, uma diretriz que o Senac e muitas empresas adotam, a cultura de paz: um conjunto de valores estabelecidos pela UNESCO (União das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) que prega o bom relacionamento entre as pessoas, a solidariedade, o respeito à vida e a não-violência, entre outros.

Para Daiane, é preciso ter uma forte educação emocional para manter a harmonia dentro do lar neste período de tantas incertezas e mudanças comportamentais. “Uma mãe que se sente sobrecarregada por estar acumulando os serviços domésticos e o home office, por exemplo, pode acabar acumulando uma carga de agressividade que eventualmente será exposta em forma de ‘explosão’, atingindo filhos e marido de forma indevida”, explica a profissional. “Precisamos evitar isso, canalizando essa agressividade e promovendo o que chamamos de ‘pausas restauradoras’”, completa.

A docente explica que este é um conceito fácil de entender voltando ao período anterior à pandemia, quando podíamos pausar a rotina para um café com os amigos, um chopp no fim do dia, assistir a um filme, ter um momento de diversão com os filhos.

Já que durante a quarentena quase nada disso é possível, a dica é identificar os momentos de emoção alterada que necessitam de uma quebra na rotina e encontrar uma maneira de driblá-los dentro da própria casa. “O desafio é justamente esse, fazer uma redescoberta das pausas restauradoras, nem que seja durante o banho, lendo um livro ou até tirando uns minutos para meditar. Assim enfrentaremos este período sem traumas, nem estresse”, sugere a docente.

Serviço

Senac Barretos
Endereço: Avenida 21, 87 – Centro – Barretos/SP
Informações e inscrições: www.sp.senac.br/barretos 

Publicidade:
Anterior Grupo Molejo faz live beneficente nesta sexta-feira (15)
Próxima GUAÍRA REGISTRA O QUARTO CASO DE COVID-19