10 possíveis causas da menstruação atrasada

por Dra. Erica Mantelli, ginecologista, obstetra e especialista em saúde sexual

A menstruação atrasada nem sempre é sinal de gravidez, pois outras situações como o estresse em excesso, emoções muito fortes, alterações hormonais ou mesmo o consumo exagerado de cafeína ou de bebidas alcoólicas, podem levar ao atraso da menstruação.

De acordo com a Dra. Erica Mantelli, o atraso menstrual muitas vezes assusta as mulheres, mas é bem comum que aconteça. Se a mulher já fez um exame de gravidez e o resultado foi negativo, algo pode estar errado no seu corpo. “O ciclo menstrual é facilmente influenciado por fatores externos ou emocionais, suficientes para que a menstruação atrase por alguns dias,” alerta a ginecologista e obstetra


Conheça algumas causas da menstruação irregular:

1- Obesidade: O ganho de peso muito rápido pode causar alterações hormonais no corpo da mulher.

2- Tireoide: Irregularidades na tireoide podem levar ao atraso menstrual.

3- Adolescência: É possível ficar em média dois anos com a menstruação irregular, por uma imaturidade do eixo.

4- Ovários policísticos: As mulheres que apresentam a SOP (síndrome dos ovários policísticos), geralmente tem menstruação irregular, pois produzem androgênios (hormônios masculinos) em excesso.

5- Estresse e ansiedade: Podem afetar negativamente a produção hormonal e até fazer com que a mulher não ovule em algum ciclo.

6- Amamentação: Nessa fase, o corpo liberta hormônios que podem inibir a ovulação.

7- Menopausa: Em função da queda dos hormônios femininos (estrogênio e progesterona) e a falência dos ovários.

8- Infecções: Mesmo as mais simples como a gripe.

9- Anticoncepcional: Após usar o medicamento por muito tempo e parar o corpo o precisa de um tempo para se adaptar novamente a produção hormonal natural.

10- Baixa gordura corporal: Mulheres ou atletas com baixo percentual de gordura corporal, também podem ficar sem menstruar.

Dra. Erica Mantelli, ginecologista, obstetra e especialista em saúde sexual – Graduada pela Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro, com Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia. Pós-graduada em disciplinas como Medicina Legal e Perícias Médicas pela Universidade de São Paulo (USP), e Sexologia/Sexualidade Humana. É formada também em Programação Neolinguística, por Mateusz Grzesiak (Elsever Institute). Site: http://ericamantelli.com.br

Publicidade:
Anterior Aprenda como fazer sopa de abóbora com cenouras
Próxima Volta às aulas exigirá cuidado com emocional de alunos e professores