Erros que elevam o custo de uma construção ou reforma


Quem tem uma casa própria ou apartamento sabe bem o sufoco que é para fazer uma construção ou mesmo reforma, principalmente quando não há planejamento. Alguns erros básicos elevam o custo da obra, atrasam a entrega e tira o sono dos envolvidos.

Se você já passou por isso e ficou traumatizado ou mesmo trabalha diariamente na construção civil, abaixo apresento algumas dicas de como deixar o projeto mais ajustado para evitar atrasos e também não encarecer a obra.

Falta de planejamento e documentação

Aqui são dois erros em um cometidos tanto por quem é empreiteiro quanto por quem é o dono da obra. A primeira falha está em não ter um planejamento detalhado de tudo que será feito e qual é o critério de prioridade x prazos. Sem isso, dificilmente a obra será entregue dentro do prazo e todo mundo sabe que tempo é dinheiro, certo!

A segunda falha está em não ter uma documentação completa da planta da obra, hidráulica e elétrica. Sem estas informações, alguns erros vão ser cometidos pela equipe da construção/ reforma, com perfuração de locais indevidos e até remoção de paredes estruturais, provocando novos problemas e mais gastos.

Escolha errada de material de construção

Acredite, muita gente ainda faz cálculo de material de cabeça. Isso é bom, é uma ótima habilidade, mas pode levar a erros bobos e elevar os custos finais de uma construção ou reforma. Existem inúmeros softwares que avaliam a metragem e sugerem os materiais necessários para aquela determinada obra.

Além disso, com a evolução das obras pré-moldadas e também a expansão do uso do concreto usinado, muitas fases de uma construção podem ser aceleradas sem necessidade de aumento do número de trabalhadores envolvidos.

Por exemplo, para encher uma laje de forma manual é necessário comprar pedra, areia e cimento e passar horas no preparo do concreto e também para carregar o produto até o local de aplicação. Ao contratar uma usina de concreto para fornecer um caminhão com a metragem específica e o tipo de concreto, o profissional envolvido terá apenas que cuidar para espalhar o material pelo local e mantê-lo hidratado.

Falta de iluminação adequada e período do ano

Sei que nem tudo pode ser planejado, principalmente quando a obra é em uma casa habitada e que o proprietário não dispõe de muito tempo para aguardar a sua conclusão. Pior ainda, quando a construção ou reforma é para eliminar um problema recorrente, como são os casos de infiltrações e alagamento, por exemplo.

Desta forma, o ideal é avaliar o local em que o material vai ser armazenado e manuseado e ver se precisa de algum ajuste quanto a iluminação para que o trabalho possa transcorrer de forma contínua.

O segundo ponto que gera mais custos em uma construção é a falta de avaliação quanto ao objetivo e o período do ano. Por exemplo, uma obra que seja elaborada para início junto com a época das chuvas e que o material não pode ser armazenado da melhor maneira vai provocar desperdício de areia, danificar parte das madeiras e outros produtos.

Se a obra pode esperar, espere então passar o período mais chuvoso. Se não puder, então dê prioridade a uma entrega cadenciada ou escolha um local para o armazenamento do material com toda a proteção necessária.

Falta de contratos e falha de comunicação

Não documentar e estruturar um contrato sobre tudo o que foi combinado entre as partes é uma falha muito grave e que desgasta a relação entre engenheiro e proprietários. Essa é uma fase muito importante e serve para ajustar os objetivos, prazos e custos da obra, mas é deixada de lado em diversas ocasiões.

Essa falta de contrato leva a outra dificuldade que é a falha na comunicação entre os envolvidos no projeto. Seja por interferência de terceiros na construção, por profissionais no canteiro de obras ou mesmo entre os proprietários, a comunicação deve ser sempre ajustada para evitar ruídos que podem levar a desencontro de informações e outros problemas.

Ou seja, se existe alguma dúvida, volte e converse com quem está gerenciando a obra e com quem contratou, deixe tudo muito bem alinhado valide cada entrega. Desta forma, o cronograma será seguido e a obra entregue dentro dos prazos estabelecidos.

Anterior Exposição solar: cuidados básicos com as crianças 
Próxima Dicas do ENEM: Saiba como se preparar para o Enem