Saiba como manter a sua saúde emocional em dia


A saúde emocional é muito importante para manter uma qualidade de vida alta e, principalmente, para lidarmos com questões internas, como crises existenciais, problemas relacionados à família e elementos que nos causem ansiedade.

Durante épocas de crises, como a pandemia do coronavírus, a situação de restrição de contatos sociais, novas formas de trabalho podem agravar os quadros emocionais. Por isso, é muito importante que as pessoas cuidem da saúde mental.

No presente artigo, abordaremos sobre técnicas e formas de aprender lidar melhor com algumas situações que apareceram durante o período de quarentena mais intensa. 

Inclusive, algumas ferramentas, como o CRM, podem ajudar você a ter práticas mais saudáveis, principalmente quem está trabalhando na modalidade conhecida como home office, otimizando as práticas de atendimento e trazendo mais qualidade à rotina.

A importância do cuidado com a saúde mental

A sociedade atual, cheia de estímulos e formas de trabalho que são bastante desgastantes, têm gerado uma sociedade altamente estressada. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) o número de pessoas que possuem algum transtorno mental aumentou consideravelmente.

A depressão e seus muitos quadros é um dos problemas mais comuns da atualidade, inclusive, sendo esta chamada de “doença do século”. 

Segundo estimativas, hoje há quase 300 milhões de pessoas acometidas pela doença de forma crônica.

Além disso, há muitos atributos que podem favorecer o aparecimento de um quadro de ansiedade, depressão e falta de gestão dos sentimentos. Alguns desses fatores são:

  • Elementos sociais;
  • Fatores culturais;
  • Fatores econômicos;
  • Elementos políticos e ambientais.

Nesse sentido, para conscientizar as pessoas da importância da saúde mental, o dia 10 de outubro é reconhecido como o Dia Mundial da Saúde Mental.

Além disso, o mês de setembro é chamado de “Setembro Amarelo” e há uma série de atividades e programas de conscientização sobre saúde mental e emocional. 

Outro mês importante nesse sentido é Janeiro, utilizado como campanha para a saúde mental no Brasil, por ser um período em que as pessoas estão com mais disposição para as novas resoluções e metas.

Além disso, com a crise do coronavírus, saber lidar com as novas formas de trabalho e estudo, aprender a lidar com sentimentos como solidão e carência foram essenciais para entender e compreender essa situação. 

Por isso, no tópico abaixo abordaremos alguns elementos e dicas que podem ser usadas, ainda hoje, para gerir melhor os sentimentos e passar por esse momento tão difícil que tem sido a pandemia do coronavírus, bem como lidar com as influências que tem trazido para a saúde como um todo.

Dicas para cuidar da saúde emocional em tempos de crise

As crises podem agravar ainda mais os problemas emocionais ou desencadear sentimentos ruins e originar quadros depressivos. Essas crises podem ser relacionadas às pessoas da família, amigos ou então fatores externos como dificuldades financeiras e momentos de crise/traumas.

A pandemia fortaleceu todas essas crises por criar um sentimento de pânico, impotência e atingiu todos em maior ou menor grau.

Muitas pessoas migraram para o estilo de trabalho em home office, entretanto, tiveram alguns gargalos para enfrentar, como organizar os horários e lidar com novas tarefas e processos que surgiram.

Abaixo falaremos sobre alguns componentes que podem ser feitos e que ajudam a melhorar a saúde emocional em tempos de crise e ainda contribuem para o desenvolvimento de um bom serviço no home office.

1. Tenha uma rotina 

É importante possuir uma rotina. Assim, é necessário dividir o que se deve fazer ao longo do dia com horários específicos para cada atividade.

Desta maneira, o horário para dormir, para acordar, alimentar, descansar e praticar exercícios é crucial e devem estar estipulados no decorrer do dia e semana.

Com isso, corpo e mente se adaptam a esses novos desafios e ainda ajudam a manter uma alimentação regular, um sono tranquilo e, principalmente, os músculos ativos.

Para quem trabalha com vendas e precisa lidar com uma série de clientes, é importante usar programas e ferramentas existentes a favor da rotina e atividades, como um programa para gerenciar vendas, de modo que possa despender tempo para cada um da melhor maneira possível sem acumular funções e de forma otimizada.

2. Informe-se por fontes confiáveis

Além de cuidarmos da nossa rotina, um dos fatores que faz com que nos preocupamos são as notícias relacionadas à crise. 

É comum que muitas informações falsas sejam passadas para frente, principalmente por meio das redes sociais, o que pode causar pânico.

Por isso é muito importante manter-se informado por meio de fontes confiáveis, como jornais impressos, canais de notícias verificados e mapas interativos da Organização Mundial da Saúde, em momentos em que estiver confortável com isso.

Hoje, há também agências verificadoras de notícias, portanto, ao receber uma notícia que não parece muito confiável, encaminhe para tais agências para que identifiquem a origem da notícia e suas fontes para averiguação.

3. Tente se preocupar com o presente

Ambientes de crise geram preocupação com o futuro, o que gera ansiedade e descontrole. 

Com ajuda e acompanhamento psicológico e de amigos, tente manter os olhos no presente, para evitar desgastes emocionais com cenários distintos e incertos.

Assim, vimos que a saúde emocional é muito importante para manter a qualidade de vida em situações de crise e está relacionada a diversos fatores, demandando um autocuidado e autoconhecimento para identificar os limites e lidar melhor com as situações estressantes, sejam pessoais ou profissionais.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Ideal Sales, desenvolvedora de ferramentas de CRM com enfoque no gerenciamento eficaz da equipe de vendas e otimização de seus resultados.

 

Anterior 7 DICAS PARA PROTEGER SEUS FILHOS ENQUANTO JOGAM
Próxima SEGUNDA DOSE DA VACINA CORONAVAC CHEGA EM GUAÍRA