Pular para o conteúdo

Senac Barretos

Você sabe o que é inteligência DWRI? Conheça a responsável pelo desenvolvimento de Thomas Shelby, de “Peaky Blinders”

Neurocientista explica o que é inteligência DWRI e porque o personagem de Peaky Blinders possui altas habilidades

Tommy Shelby, personagem da série “Peaky Blinders”, cuja personalidade metódica, perfeccionista e seu equilíbrio emocional, chama a atenção de fãs da série, na verdade possui um tipo específico de inteligência, chamada DWRI.

O que é a inteligência DWRI?

DWRI – Development of wide regions of intellectual interference – (Amplas Regiões de Inteligência Intelectual Desenvolvidas, em português) é o desenvolvimento de todos os tipos de inteligência: a espacial, linguística, musical, interpessoal, lógica-matemática, corporal, intrapessoal, naturalista e existencial.

É desenvolvida ainda no período embrionário, hereditária, e torna a pessoa que a possui mais prudente e equilibrado, apresentando um enorme controle emocional.

Ela não pode ser medida por um teste de QI convencional, podendo um indivíduo possuir um alto QI, no entanto, em outras áreas cognitivas não abarcadas pelo teste, ter algum tipo de déficit.

Thomas Shelby e a inteligência DWRI

A habilidade do personagem Thomas Shelby de se desenvolver brilhantemente em todas as áreas de sua vida é, de acordo com o neurocientista luso-brasileiro Dr. Fabiano de Abreu, são indícios de que o personagem possui a DWRI.

Segundo Dr. Fabiano, a aparente frieza de Shelby é, na verdade, reflexo de seu alto poder racional que vem de sua capacidade de modular a influência do seu sistema límbico – região cerebral responsável pela emoção – na sua tomada de decisões.

“Repare que mesmo que a situação seja caótica, ele sempre busca na calma a melhor reflexão, isso é um ato extremamente inteligente e difícil, mas pessoas DWRI não encontram dificuldade nisso, soa natural mesmo que pese mentalmente.” Afirma.

Sobre o Prof. Dr. Fabiano de Abreu

Dr. Fabiano de Abreu Agrela, é um PhD em neurociências, mestre em psicologia, licenciado em biologia e história; também tecnólogo em antropologia com várias formações nacionais e internacionais em neurociências. É diretor do Centro de Pesquisas e Análises Heráclito (CPAH), Cientista no Hospital Universitário Martin Dockweiler, Chefe do Departamento de Ciências e Tecnologia da Logos University International, Membro ativo da Redilat – La Red de Investigadores Latino-americanos, do comitê científico da Ciência Latina, da Society for Neuroscience, maior sociedade de neurociências do mundo nos Estados Unidos e professor nas universidades; de medicina da UDABOL na Bolívia, Escuela Europea de Negócios na Espanha, FABIC do Brasil, investigador cientista na Universidad Santander de México e membro-sócio da APBE – Associação Portuguesa de Biologia Evolutiva.