Milan mostra que marcar também é sinônimo de jogar bonito

No senso comum, entre outras coisas, boa técnica é passar, chutar e driblar com qualidade. São poucos os que olham para a parte defensiva como sinônimo de eficiência. Executar um bom cabeceio para afastar a bola da área, dar um carrinho preciso ou um desarme para o contra-ataque também são exemplos de técnica apurada.
Zagueiro Piquet na cola para marcar o atacante Ibrahimovic (Foto: Reuters)
Zagueiro Piquet na cola para marcar o atacante Ibrahimovic (Foto: Reuters)
Zagueiro Piquet na cola para marcar o atacante Ibrahimovic (Foto: Reuters)
Zagueiro Piquet na cola para marcar o atacante Ibrahimovic (Foto: Reuters)

No senso comum, entre outras coisas, boa técnica é passar, chutar e driblar com qualidade. São poucos os que olham para a parte defensiva como sinônimo de eficiência. Executar um bom cabeceio para afastar a bola da área, dar um carrinho preciso ou um desarme para o contra-ataque também são exemplos de técnica apurada.

Entre Milan e Barcelona, pela Liga dos campeões, os italianos deram uma aula de boa marcação. Chamou a atenção a quantidade de carrinhos, a maioria preciso, para evitar chutes e lançamentos. É o chamado “ponto futuro”, em que o atleta se joga antes e interrompe jogada do adversário. Exemplo de técnica.

A boa tática, que fez o Milan se proteger bem, só foi eficaz porque os defensores tiveram boa técnica. E ver um desarme preciso, muitas vezes, pode ser tão bonito quanto um drible. Basta ver o futebol de maneira diferente.

Não são só os placares elásticos, com vários gols, são bonitos. Um 0 a 0 também pode ser interessante. Claro que chegar à rede é o grande momento da modalidade, mas não é só disso que faz do futebol tão apaixonante.

[author] [author_image timthumb=’on’]http://www.guairanews.com/wp-content/uploads/2012/03/Saraceni.jpg[/author_image] [author_info]GABRIEL SARACENI – Bacharel em Esporte pela USP desde 2005, tem 29 anos e se formou também em Jornalismo em julho de 2010, pela UNIP. Neste espaço, vai abordar temas relacionados à ciência das modalidades, como tipos de treinamento, preparação física, nutrição, fisiologia e suas ramificações. Um pouco de teoria sobre o esporte não faz mal a ninguém. Twitter: @gabrielsaraceni[/author_info] [/author]

fonte: Raio X do Esporte

Publicidade:
Anterior Já pensou em transformar seus tuítes em rolos de papel higiênico?
Próxima Doutor, meu filho não come!