SUCATAS PARA FRANCA?

Em pouco mais de um mês de aulas, um dos ônibus de estudantes com destino à Franca quebrou, se não me engano, quatro vezes, sendo duas já dentro de Guaíra, na volta (ainda bem). (por Gabriel Ogata Nogueira)
Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

Em pouco mais de um mês de aulas, um dos ônibus de estudantes com destino à Franca quebrou, se não me engano, quatro vezes, sendo duas já dentro de Guaíra, na volta (ainda bem). O problema não é da coordenação de ônibus, AEG, muito menos motorista, porque desde o ano passado os pedidos, incluindo goteiras, foram encaminhados. O que surpreende é a indiferença da empresa em resolver esses ‘pequenos’ problemas (para não citar os piores) e a indiferença das autoridades públicas, há quatro anos escolhidas por nós, estudantes e trabalhadores que pagam impostos e precisam chegar bem em casa pra acordar no outro dia para trabalhar. Ainda lembro dos eternos quinze ônibus universitários prometidos e nada!

Alguns argumentam que os pedidos deveriam ser protocolados na associação, visando datar os infortúnios, para depois encaminhar para a prefeitura. Reclamações podem conter rubricas, autenticações e mais 10 registros burocráticos, tenho certeza que a resposta será a mesma: vocês estarão sendo comunicados assim que possível (bem gerundismo mesmo). Estamos próximos de uma Ocupação Jovem em que deve ser tudo exigido, porque negociar não resolve.

Outros afirmam que o desconto no transporte é um dever do Governo Federal e não do município (o velho embate PT e PSDB e agregados que não se resolverá tão cedo). Agradeço à prefeitura pelos R$150,00 abatidos, no entanto já constatei, por exemplo, que o ônibus de Guará para Franca, que é praticamente a metade do percurso de Guaíra (63km contra 107km) sai de graça e com transporte decente. Se há um monopólio nas licitações das empresas, que pelo menos ofereçam um veículo seguro para levar os alunos.

Lembrei de um fato em que o pessoal da empresa responsável é extremamente eficiente: barrar quem não acertou a mensalidade. Já presenciei um colega ser impedido de entrar porque atrasou em alguns dias o pagamento, com direito à escarcéu à la Sr. Barriga na frente de todos. Existe um universo de diferença de quem não paga por simples calote e/ou malandragem de quem realmente tá no aperto em final/começo de mês.

Abrir crédito ou outra data limite, ainda que com alguns juros ou multas, não custa nada para o cobrador. Pior que quem toma a bucha é o motorista ‘malvado’ ou o coordenador ‘mercenário’ e a AEG ‘burguesa’.

[author] [author_image timthumb=’on’]http://www.guairanews.com/wp-content/uploads/2012/04/gabrielogata.jpg[/author_image] [author_info]Gabriel Carlos Ogata Nogueira é graduado em História pela Unimep (2008), pós-graduado em História do Brasil e da América no Cenário Geopolítico Contemporâneo pela Unifran (2011) e formando em Geografia pela Unifran (2012). Professor nas escolas Centro Educacional Ana Lelis Santana e Escola de Educação Básica e Educação Profissional Irum Curumim.[/author_info] [/author]

Publicidade:
Anterior GuairaNews lança Classificados Online totalmente gratuito
Próxima Bar do Peruano - Guaíra/SP (05/abril)