Guarani destaca importância de políticas públicas durante o 11º Congresso Brasileiro do Agronegócio

A importância da estratégia de longo prazo para o agronegócio e políticas públicas que apóiem o setor foram destacadas pelo diretor-presidente da Guarani, Jacyr Costa Filho, durante a 11ª edição do Congresso Brasileiro do Agronegócio, realizado nesta segunda-feira (6) pela Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), em São Paulo.

Diretor-presidente Jacyr Costa Filho acredita em estratégias de longo prazo para apoiar produtores de cana-de-açúcar

A importância da estratégia de longo prazo para o agronegócio e políticas públicas que apóiem o setor foram destacadas pelo diretor-presidente da Guarani, Jacyr Costa Filho, durante a 11ª edição do Congresso Brasileiro do Agronegócio, realizado nesta segunda-feira (6) pela Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), em São Paulo.

“No setor sucroenergético são necessárias políticas públicas de longo prazo que apóiem o produtor de cana-de-açúcar e que promovam o desenvolvimento de pesquisa e tecnologias. É isso que vai garantir o desenvolvimento sustentável do setor”, afirmou Costa Filho durante o painel de debate “Políticas Públicas e Brasil Ofertante de Alimentos e Energia”.

Coordenada pelo ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, o painel contou com a participação de Arlindo de Azevedo Moura, presidente da SLC Agrícola; do deputado federal Homero Pereira, do secretário Paulo Guilherme Cabral; e José Goldemberg, ex-ministro da Educação.

O Congresso reuniu cerca de 400 pessoas e propôs um importante debate sobre o papel do agronegócio brasileiro na segurança alimentar e energética mundial. O tema debate do congresso vem ao encontro de uma intensa e atual discussão mundial sobre a necessidade de se ampliar, até 2050, em 60% a oferta de alimentos e fontes de energias renováveis, para atender as necessidades de uma população mundial com maior renda, mais numerosa e urbana.

O encontro contou com a participação de autoridades e líderes das empresas, cooperativas e entidades ligadas ao agronegócio. Dentre eles, o Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro Filho; a secretária de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Mônika Bergamaschi; o secretário de Extrativismo e Desenvolvimento do Ministério do Meio Ambiente, Paulo Guilherme Cabral; o deputado federal Homero Pereira, presidente da Frente Parlamentar Agropecuária; o deputado federal, Raimundo Gomes de Matos, presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; o deputado estadual, Barros Munhoz, presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e Luciano Coutinho, presidente o BNDES.

Homenagens

Além de promover os debates, a Abag premiou duas personalidades do setor de agronegócio brasileiro: o professor José Goldemberg e o produtor Herbert Bartz.

O físico José Goldemberg recebeu o prêmio Personalidade do Agronegócio “Ney Bittencourt de Araújo” por sua contribuição na busca de fontes de energia renováveis. Já o produtor Herbert Bartz, pioneiro na adoção do sistema de plantio direto no país, recebeu o prêmio de destaque na tecnologia “Norman Borlaug”.

Informações para a imprensa

Comunic Comunicação Corporativa

Tel: (17) 3234-2205

Elaine Madalhano – (17) 9745-2797

elaine@comunicrp.com.br

Giseli Marchiote – (17) 9154-5532

giseli@comunicrp.com.br

Publicidade:
Anterior 39º Salão Internacional de Humor de Piracicaba terá maior mostra da história
Próxima Mistutras Urbanas movimenta o ginásio de esportes neste sábado