[Plantão Policial] Assaltos semelhantes em Guaíra e Miguelópolis

Dois assaltos ocorridos em Guaíra, que foram cometidos por uma dupla de assaltantes usando um revólver niquelado (prateado) aparentemente têm ligação com outros cometidos em Miguelópolis.
Plantão policial

Plantão policialDois assaltos ocorridos em Guaíra, que foram cometidos por uma dupla de assaltantes usando um revólver niquelado (prateado) aparentemente têm ligação com outros cometidos em Miguelópolis.

Estes crimes ocorreram no dia 29 de julho o primeiro na madrugada, no Posto Cinquentão. Uma dupla de assaltantes rendeu o frentista. Os assaltantes estavam em uma Titan preta, — indício que pode ligar os crimes cometidos em Guaíra com o de Miguelópolis. A vítima informou que o garupa é que portava o revólver niquelado.

Segundo assalto

O segundo crime ocorreu no mesmo dia por volta das 13h e a vítima foi um comerciante na avenida Orbis Clube, no bairro Palmares. Ele informou para a polícia que foi enquadrado por dois assaltantes, sendo que um deles portava um revólver niquelado.

Assalto em Miguelópolis

O crime em Miguelópolis aconteceu no dia 26 de julho, por volta das 23h. Um secretário de governo da Prefeitura de Miguelópolis, chegava em sua casa, no centro da cidade e quando abriu o portão eletrônico da garagem, três bandidos se aproveitaram do momento entraram junto com ele. Os três elementos estavam encapuzados. E, também, um estava em posse de um revolver niquelado.

Dentro da residência em tom ameaçador exigiram dinheiro e jóias. Foram roubados relógios, alianças, que foram arrancadas, dos dedos das vitimas – o secretário e sua esposa. Levados ainda correntes, notebooks e uma quantia em dinheiro.

Moto suspeita na história

Na noite dia 29 de julho, depois do assalto em Miguelópolis e os dois de Guaíra os PMs, Sandro e Elias Fernandes tentaram abordar dois adolescentes em uma moto Titan preta, na avenida Fernando Jorge Moreira, Miguelópolis, e eles tentaram fugir. Quando os policiais conseguiram abordar os adolescentes verificaram que a moto era produto de furto em Guaíra. Além de estarem em uma Titan, preta produto de furto em Guaíra os jovens portavam jóias que eram produto do assalto ocorrido em Miguelópolis na casa do secretário, onde eles também usaram um revolver niquelado, indícios de que eles podem ser os autores dos crimes ocorridos durante o final da semana.

Se ressalte que no assalto do Posto Cinquentão, o frentista disse que os assaltantes estavam em uma Titan preta, moto semelhante que estava em poder dos adolescentes.

Outra moto roubada de forma similar

De acordo com informações da polícia esta segunda moto roubada teve o mesmo Modus operandi do ocorrido com a Titan preta, que pode estar relacionada aos assaltos em Guaíra e Miguelópolis. O bandido faz um pedido para algum serviço de delivery, lanchonete, restaurante, pizzaria. O ladrão dá como endereço alguma casa encostada num terreno baldio e quando o entregador pára com a moto no local da entrega é rendido pelo assaltante.

O último casso ocorreu na noite de sábado, dia 4 de agosto, vitimando um entregador que prestava serviços para a Lanchonete Lagus. O pedido foi feito para um número na avenida 41, no Jardim Eliza, e quando o entregador, de 27 anos parou com a motocicleta, uma Honda Titan, foi rendido por um indivíduo que saiu do terreno abandonado ao lado do endereço que ele faria a entrega. O bandido levou Titan, 15, placa EDS- 0900 (Guaíra) e mais R$ 120 em dinheiro.

Publicidade:
Anterior Mistutras Urbanas movimenta o ginásio de esportes neste sábado
Próxima 1º Torneio de Truco do Lions Águas Correntes