Hidrelétrica de Marimbondo oferta benefícios para o município

Para obter seu licenciamento ambiental as hidrelétricas necessitam desenvolver ações sócio-ambientais nos município que sofrem impactos de suas atividades. Guaíra tem terras inundadas por dois reservatórios de hidrelétricas, de Porto Colômbia e de Marimbondo, ambas da Furnas Centrais Elétricas. Neste sentido na terça feira, dia 11, estiveram no gabinete do prefeito, Sérgio de Mello a coordenadora do programa Comunicação Social da hidrelétrica de Marimbondo, Soraya Dutra e assessora de comunicação de Furnas, Tamires Torquato Tavares.
Hidrelétrica de Marimbondo oferta benefícios para o município

Hidrelétrica de Marimbondo oferta benefícios para o município

Para obter seu licenciamento ambiental as hidrelétricas necessitam desenvolver ações sócio-ambientais nos município que sofrem impactos de suas atividades. Guaíra tem terras inundadas por dois reservatórios de hidrelétricas, de Porto Colômbia e de Marimbondo, ambas da Furnas Centrais Elétricas. Neste sentido na terça feira, dia 11, estiveram no gabinete do prefeito, Sérgio de Mello a coordenadora do programa Comunicação Social da hidrelétrica de Marimbondo, Soraya Dutra e assessora de comunicação de Furnas, Tamires Torquato Tavares.

As assessoras da Furnas, uma empresa de economia mista, (estatal e privada), estiveram no gabinete do prefeito fazendo o primeiro contato oficial com o município de Guaíra e apresentaram um rol de projetos e benefícios que são oferecidos para os municípios atingidos pelo lago da usina.

Além do prefeito, participaram da reunião o secretários de Desenvolvimento Econômico, o vice prefeito, Denir Ferreira dos Santos, o diretor de Agricultura, José Carlos Junqueira, a secretária de Educação, Cida Ferreira, o chefe do departamento de Meio Ambiente, Alaor Borges Pinheiro Neto, a diretora de Comunicação, Bruninha Barbosa e a diretora do Deagua, Adriana Martins Peres Borba.

Sérgio de Mello aproveitou o encontro para solicitar alevinos para a soltura no lago Maracá.  As usinas hidrelétricas geralmente possuem estrutura de criação de peixes para o repovoamento de lagos de seus reservatórios e fazem doações para povoamento de outros mananciais.

Porém plano mais importante para a região das terras inundadas pelos lagos das hidrelétricas no rio Grande, o qual o prefeito, Sérgio apresentou a planta baixa foi o que congrega estação ecológica do Guaritá e os tanques redes do programa de aquicultura. No primeiro contato as representantes da hidrelétrica foram receptivas. As conversas devem ser aprofundadas nos próximos dias.

Publicidade:
Anterior [Fotos] Mercado do Bem 2013 (galeria 3/3)
Próxima Campanha do agasalho começa a distribuição