Guaíra emplaca três entre os melhores pontos de cultura

Ofício da Dança foi 1º colocado, o Eletro o 3º e o Arte Viva o 15º no ranking do Consórcio Culturando
Guaíra emplaca três entre os melhores pontos de cultura

Guaíra emplaca três entre os melhores pontos de cultura

Ofício da Dança foi 1º colocado, o Eletro o 3º e o Arte Viva o 15º no ranking do Consórcio Culturando

O início de julho marcou o passo decisivo para a implantação da Rede CIC de Pontos de Cultura  nos dias 2 e 3, com a Comissão de Seleção de Projetos devidamente formada, foram analisados os projetos de Pontos de Cultura, de acordo com a pontuação prevista no regulamento. E, Guaíra foi contemplada com três projetos, sendo que o Ofício da Dança foi primeiro colocado, o Eletro o terceiro e o Arte Viva o 15º no ranking Consórcio Intermunicipal Culturando ― CIC.

Nesta escolha dos especialistasforam consumindo dois dias e noites. Como demandam as regras, a comissão tripartite foi formada por duas pessoas da sociedade civil da área artística, escritor Luiz Mozzambani Neto, de Monte Alto e artista plástico Marcelo Moraes, de Monte Azul Paulista; dois integrantes do Consórcio Intermunicipal Culturando (CIC): Sueli Fernandes, diretora de Projetos e Daniel Tercino, diretor Jurídico (secretário da Comissão) e dois gestores do Ministério da Cultura (MinC): Valério Bemfica (presidente da Comissão) e Yara Iguchi, ambos da representação de SP.

Após a somatória de notas dadas e feitura da média, foi publicado em ata o resultado, contendo, inclusive, o primeiro suplente e projeto desclassificado por não atingir a nota mínima.

Cada projeto foi avaliado individualmente, com parecer emitido por cada integrante, lido e aprovado por toda a Comissão, posteriormente. Foi avaliado se os projetos se adequavam nas diretrizes do Programa Cultura Viva, que abriga os Pontos de Cultura, além da viabilidade e coesão do Orçamento apresentado, além do Plano de Trabalho.

E agora?

Com os selecionados, agora é com as prefeituras: é preciso analisar a viabilidade das contra-partidas financeiras para cada projeto – os Executivos entram com R$ 20 mil por projeto, por ano, e o MinC, através do Consórcio, entra com R$ 40 mil por ano (este recurso já está disponível).

Cada projeto receberá R$ 60 mil por ano, durante três anos, totalizando repasses de R$ 180 mil.

Vale ressaltar que, além da contra-partida, as prefeituras precisam estar em dia com a União e com os pagamentos do Consórcio, para que as entidades vencedoras possam dar início aos trabalhos.

Somente nessa iniciativa, os investimentos do MinC e das cidades, através do CIC, serão de R$ 7,2 milhões.

A Rede

A Rede CIC de Pontos de Cultura pretende instalar 40 projetos nas cidades consorciadas que cumpriram os requisitos para participarem da ação. O Ponto de Cultura é ação prioritária do programa Cultura Viva, do Ministério da Cultura, que visa fomentar ações culturais já existentes e desenvolvidas por ONGs, para que tenham suporte financeiro e de intercâmbio com os outros Pontos de Cultura do Brasil, integrando mais gente, fomentando emprego e renda e mantendo as matrizes culturais existentes nos municípios.

Em SP, o governo estadual mantém 300 Pontos de Cultura para os quase 650 municípios (mais 300 Pontos foram conveniados apenas para a cidade de São Paulo).

Já para 18 cidades do CIC, estão em concorrência 40 Pontos, o que mostra um pouco da funcionalidade e vantagem de uma cidade estar consorciada.

“Há quem diga: mas a maioria dos convênios tem contrapartida do município. Isso acontece com todo convênio com os governos federal e do estado. É mais um investimento e no mais importante, a cultura. Falta acordar para isso”, comenta Edemilson Sete, Secretário Executivo do CIC.

A Rede CIC é o último edital dessa primeira rodada de ações do Consórcio Culturando, que presta contas de 60 Agentes de Leitura, finaliza as entregas das 13 Modernizações de Bibliotecas Públicas, assim como a entrega dos 22 Pontos de Leitura. No total, serão investidos cerca de R$ 9,17 milhões em projetos culturais nas cidades consorciadas.

Em aprovação, ainda, o Curso de Formação de Gestores Culturais e em fase de mapeamento estão as antigas estações ferroviárias das cidades, com vistas a se tornarem Estações de Cultura, os CEUS de Artes e Cultura – pedido especial da Ministra da Cultura, Marta.

Lista de selecionados

Projeto Cidade Nota 1 Nota 2 Nota 3 Nota 4 Nota 5 Nota 6 Total Média
Ofício da Dança Guaíra 73 76 64 72 82 74 441 73,5000
Viva a Arte Jaboticabal 72 80 74 70 72 71 439 73,1667
Eletro Afro Guaíra 65 80 76 70 76 70 437 72,8333
Ponto de Cultura ABA Cênica Sertãozinho 75 70 74 68 71 78 436 72,6667
Ponto de Cultura Afro-Aruanda Brasil Barretos 72 64 66 72 86 75 435 72,5000
Fundação Jazz Brasil Monte Azul Paulista 75 75 66 64 76 78 434 72,3333
Catira na Escola Araçatuba 75 64 66 74 80 72 431 71,8333
Um dedo prosa no Memorial do Peão Barretos 80 68 70 71 74 68 431 71,8333
Capoeira como Conteúdo Interdisciplinar e Agente Sociabilizador no Contexto Escolar, Social e Cultural Barretos 71 77 73 60 76 69 426 71,0000
Banda Marcial Guariba 74 65 68 76 70 70 423 70,5000
Rabugentos Circulação de Teatro de Rua Sertãozinho 74 76 58 67 67 80 422 70,3333
Arte Viva Brasil Jaboticabal 68 76 72 63 66 75 420 70,0000
Adolescentro “Almiro Lima Borges” – Artistas e Arteiros Monte Azul Paulista 76 60 61 72 76 74 419 69,8333
Ponto de Cultura Arte na Rua Monte Azul Paulista 76 62 70 69 73 69 419 69,8333
Arte Viva Guaíra 65 56 74 74 75 72 416 69,3333
Associação Cultural Afro-brasileira de Araçatuba Araçatuba 68 69 67 68 68 75 415 69,1667
Concurso Nacional de Contos “Prêmio Jorge Andrade” e Espetáculo Teatral “Dona Assunta do 21” Barretos 74 68 68 66 76 63 415 69,1667
Arte Viva Monte Azul Paulista 69 69 76 52 70 76 412 68,6667
Carnaval em Ação, Samba, Cultura e Geração de Renda Araçatuba 56 65 74 68 74 73 410 68,3333
Educar em Cidadania Taquaritinga 67 76 73 69 58 67 410 68,3333
Arte, Música e Comunidade Monte Alto 72 60 78 56 63 78 407 67,8333
Ponto de Cultura Oficina do Movimento Monte Azul Paulista 66 67 59 64 78 73 407 67,8333
Realização da Arte Monte Azul Paulista 68 69 70 62 72 64 405 67,5000
Vamos Pensar Grande Sertãozinho 72 66 50 68 72 72 400 66,6667
Pontos Cênicos Guaíra 68 70 65 68 60 66 397 66,1667
Capoeira Mocambos Guerreiros: Agente Sociabilizador no Contexto Escolar, Social e Cultural Barretos 60 68 66 59 77 66 396 66,0000
Corporação Musical “Lira Guaribense” Guariba 60 64 73 56 60 80 393 65,5000
Ponto Bencultural – Hospital Benedita Fernandes Araçatuba 60 61 64 61 70 76 392 65,3333
Amor Solidário Apostando no Futuro Jaboticabal 70 65 64 56 64 73 392 65,3333
Sítio Histórico – há uma casinha… Barretos 74 61 64 71 69 52 391 65,1667
Rede de Sonhos Araçatuba 66 55 68 62 63 75 389 64,8333
Plataforma Internacional de Produção Artística (PIPA) Matão 79 57 62 52 62 77 389 64,8333
Ponto de Cultura Lesecs Sertãozinho 72 58 64 70 54 69 387 64,5000
CARAB Henrique Dias: Oficinas Culturais Matão 68 62 64 67 68 57 386 64,3333
Dança Comunidade Taquaritinga 68 70 76 56 55 58 383 63,8333
Gingada Cultural Sertãozinho 52 74 51 65 71 68 381 63,5000
Projeto Mais Artes na Fundação Mirim Araçatuba 68 69 50 56 72 60 375 62,5000
Cántame Matão 72 78 60 50 52 56 368 61,3333
LITERARTES Araçatuba 55 69 70 52 56 64 366 61,0000
Orquestra Sinfônica da Alma Araçatuba 65 50 50 67 64 69 365 60,8333
Cidade Sinfônica

(1º suplente)

Jaboticabal 50 74 55 50 64 71 364 60,6667
Cultura em Movimento: Gestão e Formação Cultural

(desclassificado)

Barretos 44 42 50 50 44 60 290 48,33

 

 

Publicidade:
Anterior Alciony Menegaz faz Tributo a Elis Regina na próxima sexta feira
Próxima Festa do Peão de Barretos inicia venda online de ingressos