Detran/SP alerta para novo golpe na internet

E-mail diz que habilitação da pessoa foi clonada e será cancelada. Mensagens que pedem para cidadãos clicarem em links ou baixar arquivos podem conter vírus que danificam computadores e capturam dados pessoais
Detran/SP alerta para novo golpe na internet

Detran/SP alerta para novo golpe na internetE-mail diz que habilitação da pessoa foi clonada e será cancelada. Mensagens que pedem para cidadãos clicarem em links ou baixar arquivos podem conter vírus que danificam computadores e capturam dados pessoais

O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) alerta para um novo e-mail falso que circula na internet, desta vez sobre a suposta clonagem de Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH). A mensagem pede que o condutor abra um arquivo anexo – que diz ser um relatório de investigação do caso – e o orienta a entrar em contato em até 48 horas.

Além de conter graves erros de gramática, como o trecho “Todos as informações esta contida”, a mensagem usa a logomarca antiga do Departamento (em azul e laranja), de quando era vinculado à Secretaria de Segurança Pública. Além disso, o endereço do remetente (info@detran.com) não pertence ao Detran.SP – que é um órgão do Governo do Estado de São Paulo e, portanto, não utiliza a terminação.com.

O texto do e-mail traz, ainda, outras imprecisões que precisam ser esclarecidas. A mensagem diz que a suposta clonagem da CNH foi identificada em “monitoramento no banco de Dados da instituição do Denatran”. Na verdade, o Detran.SP tem o seu próprio banco de dados, que é interligado ao banco do órgão federal, no qual as habilitações são registradas.

Outro trecho da mensagem falsa afirma que se o cidadão não entrar em contato o mais rápido possível, terá a CNH cancelada. O Detran.SP informa que uma CNH só é cancelada quando obtida de forma fraudulenta. O que existem são bloqueios que impedem a renovação do documento, como no caso de condutores que somam 20 pontos ou mais na carteira ou que foram autuados por embriaguez ao volante, por exemplo.

O e-mail também diz que se o caso não for esclarecido no prazo informado, um “inquérito judicial” será gerado. Outro erro grave, pois esse procedimento, como o próprio nome diz, só pode ser adotado pela Justiça.

ALERTAS – É importante alertar que o Detran.SP não envia e-mails para os cidadãos, exceto nos casos de resposta às manifestações enviadas a seus canais de atendimento (Disque Detran, Fale com o Detran e Ouvidoria). Toda comunicação do Departamento com os condutores e donos de veículos é realizada de duas formas: correspondência enviada pelos Correios ao endereço de cadastro ou mensagem de texto via celular (quando autorizado previamente).

Mensagens desse tipo são classificadas como SPAM (lixo eletrônico). Geralmente, contêm vírus que podem danificar o computador, além de copiar dados pessoais, como endereço, número de documentos e senhas de acesso a sites. Por isso, ao receber e-mails como esses, os cidadãos não devem abrir arquivos anexados ou clicar em links.

Recentemente, voltou a circular na rede outro e-mail falso, sobre infrações supostamente registradas no veículo do cidadão, com cobrança de multas. O Detran.SP também não envia cobranças pela internet. Toda notificação de autuação e boletos para pagamentos de multas são encaminhados via Correios.

No portal do Detran.SP (www.detran.sp.gov.br), é possível consultar pontos na carteira, dados de veículos ou multas de responsabilidade do Detran.SP (somente aquelas aplicadas pela Polícia Militar). Porém, para ter acesso às informações é preciso fazer um cadastro, com criação de login e senha de uso pessoal, garantindo a segurança do acesso.

Atualmente, o Detran.SP oferece 20 serviços que podem ser feitos pela internet, de forma segura, como 2ª via da habilitação, solicitar a CNH definitiva, consultar as multas de um veículo e alterar endereço, entre outros.

Publicidade:
Anterior Festa do Peão de Barretos estimula novos talentos no Rodeio Júnior
Próxima Loja Guaíra Country 2013 começou as atividades