Dicas: Como ter uma vida mais sustentável

Dez passos para reduzir o desperdício e reciclar mais
Dicas: Como ter uma vida mais sustentável

Dicas: Como ter uma vida mais sustentável

Dez passos para reduzir o desperdício e reciclar mais

Somente em 2009, cerca de 220 milhões de toneladas de lixo foram produzidas pelos norte – americanos, maior produtor mundial de lixo urbano em termos absolutos de acordo com relatório da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico). A quantidade de lixo é o suficiente para encher uma fila de caminhões de lixo capaz de dar seis voltas e meia ao mundo e, pasme percorrer mais da metade do caminho para lua.

Fique ligado nos seus resíduos
Muitas pessoas desconhecem qual é o seu fluxo de resíduo pessoal, ou seja, a quantidade de lixo que manda para o aterro. Ou seja, cada item que você descartar de maneira inadequada vai diretamente para um aterro sanitário e pode causar danos à natureza.

Seja mais consciente ao consumir
Reduza ao máximo a quantidade de lixo que você produz, na hora das compras fique atento ao que realmente falta em casa.

Preste atenção nas embalagens dos produtos
Os produtos alimentares têm uma quantidade desnecessária de embalagens, portanto dê preferência para aqueles que produzem menos resíduo. Hoje, as embalagens são um grande problema ambiental, muitas vezes são gastos mais recursos e energia na produção das embalagens do que nos produtos em si.

Faça o possível para evitar itens descartáveis
Prefira tudo que pode ser reutilizado, por exemplo, escolha copos e pratos de vidro ao invés dos de plástico. Mesmo que haja muita louça no final da festa, ainda é mais sustentável do que muito lixo.

Faça o upcycle
A reutilização é mais uma forma de reduzir o lixo que vai para os aterros sanitários. Se não há como reaproveitar o material, veja se outra pessoa tem interesse nele. A iniciativa pode ser filantrópica ou comercial, o interessante é evitar o desperdício.

Eu quero reciclar
O primeiro passo é descobrir quais os postos de coleta mais próximos de você. Caso não existam postos de coleta na sua cidade, procure a prefeitura e ela dará informações sobre como proceder.

– Materiais comuns da reciclagem:
Aço, latas, latas de alumínio, jornais, revistas, catálogos, lixo eletrônico, garrafas plásticas de bebidas, jarros de leite, garrafas de vidro, caixas de papelão limpas e secas.

– Geralmente não são recolhidos:
Isopor, lâmpadas, embalagens de alimentos sujas, cera e cerâmica. Estes matériais não são usuais para fins de reciclagem, mas existem lugares que os recolhem, certifique-se disso.

Use as composteiras para coletar o seu resíduo biodegradável dentro ou fora de casa.

Prefira produtos com conteúdo reciclado
Indústria e varejo estão investindo em material reciclado. Ele está cada vez mais presente nos produtos. Alguns exemplos incluem papel de embrulho, brinquedos, tecidos (vestuário, carpetes, tapetes) e produtos feitos com vidro.

Cuidado com o descarte de resíduos domésticos perigosos
Resíduos perigosos são aqueles que podem prejudicar a saúde humana ou o meio ambiente se manuseados incorretamente, por exemplo: pesticidas, baterias de carro, baterias descartáveis, produtos de limpeza e solventes, tintas, óleos de motor, medicamentos não utilizados, o lixo eletrônico (computadores antigos, impressoras e eletrônica) anticongelantes, produtos químicos da piscina, etc.

Sacolas de Papel X Plástico
A resposta correta seria evitarmos, quando possível, o menor consumo de ambos – tanto papel como plásticos trazem impactos ao meio ambiente em sua produção. Ao abordarmos o tema consumo sustentável, não podemos afirmar que uma escolha é melhor do que a outra. Portanto, o melhor a fazer é sempre ter uma sacola retornável feita de materiais reciclados por perto.

fonte: www.ecycle.com.br

Publicidade:
Anterior Arte no Shopping traz o grafismo de Silas Torres a partir do próximo sábado
Próxima Facebook comprará empresa de robôs voadores para levar Internet à África