Violência contra Mulher é CRIME, Denuncie!

A cada ano que passa, a violência contra mulheres no mundo traz números assustadores. Nos últimos 30 anos, cerca de 92 mil mulheres foram assassinadas

violencia-contra-mulheresA cada ano que passa, a violência contra mulheres no mundo traz números assustadores. Nos últimos 30 anos, cerca de 92 mil mulheres foram assassinadas segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), por meio da Comissão Permanente de Acesso à Justiça e Cidadania e do Departamento de Pesquisas Judiciárias. Deste número 43,7 mil foram mortas apenas na última década, o que mostra um aumento significativo da violência doméstica a partir dos anos 90.

O Brasil é um dos países com um dos maiores índices de violência contra mulheres no mundo. O país ocupa o sétimo lugar no ranking mundial dos países com mais crimes praticados contra mulheres.

Desde setembro de 2006, a lei 11.340/06, mas conhecida como Lei Maria da Penha, fez com que todas as violências físicas, sexuais, psicológicas, patrimonial e o assédio moral fossem tratadas como crime. A lei também acabou com as penas pagas em cestas básicas ou multas. Agora quem de alguma forma fazer mal uma mulher, vai para cadeia.

A lei Maria da Penha ganhou esse nome devido a uma homenagem á Maria da Penha Maia Fernandes, que sofreu diversas agressões do marido, chegando a ficar paraplégica depois de tomar um tiro nas costas. Maria da Pena lutou por vinte anos até conseguir ver o seu agressor ser preso.

Mesmo com a Lei em ação, o número de mulheres que sofrem algum tipo de violência é muito grande no país. Para se ter um ideia, no Brasil, uma em cada duas mulheres já sofreu algum tipo de violência física, sexual ou abuso praticado por um homem.

A maioria das situações de violência contra mulheres acontece dentro de casa. Na infância muitas crianças sofrem com pais que são os principais agressores, depois temos aquela praticada pelo cônjuge que na maioria das vezes por ciúme ou por algum vício acabam agredindo a esposa. E até mesmo as mulheres idosas sofrem com violência, nesse caso, vinda dos próprios filhos.

O grande problema nesses casos é falta de denúncia por parte das mulheres agredidas, o medo de denunciar o companheiro as vezes coíbem a mulher a tomar alguma providência mais drástica contra atos totalmente inaceitáveis.

ATENÇÃO!
Se você sofreu algum tipo de violência ou tem dúvidas a esclarecer entre em contato com 180 – CENTRAL DE ATENDIMENTO Á MULHER – funciona 24 horas a ligação é gratuita.

NÃO FIQUE CALADA DENUNCIE 180

 Por: Dariton Souza de Barros

Publicidade:
Anterior Antigomobilismo de Barretos acontece de 04 à 06 de julho no North Shopping
Próxima [Opinião] Espantando o mau agouro - por Lígia Timão