CONHEÇA ALGUMAS MANEIRAS DE DESPERDIÇAR MENOS COMIDA


A FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura) afirmou em sua última pesquisa realizada em 2013, que 1 em cada 3 alimentos é desperdiçado no mundo. O prejuízo chega a US$ 750 bilhões anuais

Pelo relatório, 54% do desperdício de comida no mundo ocorrem na fase inicial da produção, na manipulação, após a colheita e na armazenagem. Os restantes 46% de perdas ocorrem nas etapas de processamento, distribuição e consumo. Os produtos que se perdem ao longo do processo variam em cada região.

Enquanto isso 870 milhões de pessoas passam fome todos os dias no mundo todo.

Algumas medidas preventivas devem ser tomadas para que o desperdício seja evitado, seja por parte dos agricultores, pescadores, processadores de alimentos, supermercados, os governos locais e nacionais, assim como os consumidores.

Confira algumas dicas que podem ajudar você a economizar o seu dinheiro e também controlar o desperdício dos alimentos:

Compre apenas o que você precisa
Fazer compras menores e mais frequentes gera menos desperdício do que fazer grandes compras semanais. Eles ainda vão ter tomates para vender na semana que vem e na outra semana também.

Fazer compras com uma lista reduz as chances de você fazer compras no impulso, o que significa que é menos provável que você compre comida que vai acabar indo pro lixo. (para um maior efeito, certifique-se de trazer sua lista de compras com você para o mercado).

Produtos congelados duram quase que pra sempre e são tão nutritivos quanto suas versões frescas. Bônus: o fato de estarem congelados significa que as frutas e os vegetais não precisam de outros conservantes. (verifique a lista de ingredientes do produto e procure apenas por aqueles em que os ingredientes sejam só a própria fruta ou vegetal).

Tome cuidado com a armadilha da compra a granel
Alguns produtos (papel higiênico, meias, cerveja) deveriam sempre ser compradas em grande quantidade quando estão com desconto. Mas quando se trata de um produto perecível: tome cuidado. Pergunte a você mesmo: “Vou mesmo conseguir comer toda essa caixa de pêssegos antes que eles estraguem?”

Organize sua geladeira com frequência
Uma geladeira organizada é uma geladeira feliz, e mantê-la assim é uma batalha constante. Dica profissional: ao desembrulhar suas compras, coloque as coisas mais antigas para frente e as mais novas para trás, assim você termina as comidas mais velhas antes que elas vençam. Fique atento para coisas que podem ir para geladeira e o que pode se deixado no armário.

Não misture frutas com vegetais.
Eles estragam uns aos outros.

Maçãs, frutas vermelhas, batatas, cebolas – todas podem se estragar a partir de apenas uma podre. Verifique a sacola antes de guardá-la.

Separar as bananas aumenta o seu tempo de vida, mas se você realmente precisa mantê-las todas juntas, enrole a penca em papel alumínio.

Cozinhe todas as partes do alimento.
Transforme o sabugo do milho em caldo, os caules do brócolis em pesto e as folhas da cenoura em salada. Sobras da cozinha para fazer caldos vegetais caseiros. Ao invés de jogar fora os pedaços dos vegetais que você não usa, guarde-os em um saco no congelador. Quando já tiver bastante sobras, faça um caldo com elas.

Faça conservas de tudo que você tem.
Você pode fazer conservas de praticamente qualquer coisa, por isso, se você está pensando no que fazer com toda aquela couve-rábano que sua horta lhe dá, ou até mesmo com as cascas de melancia, esta pode ser a resposta. (Dica profissional: guarde a salmoura do seu picles e a reutilize).

Não confunda “melhor se consumido até” com “jogar fora até”.
Nem todas as datas de vencimento foram criadas iguais e muito poucas delas realmente dizem se um alimento estragou. “Melhor se vendido até” significa que tem que ser vendido, não comido, até uma determinada data. “Melhor se consumido até” significa que o produto vai estar no seu pico de frescor, não de segurança, em uma determinada data. E “melhor se usado até” indica quando a qualidade vai começar a diminuir.

Doe o que você não quer
Não está mais interessado naqueles feijões que você comprou em uma promoção há dois meses? Doe-os à uma organização que esteja interessada neles.

Já existe até aplicativo de celular que ajuda na hora das comprar. Como, por exemplo, o aplicativo MeuCarrinho, ele organiza os itens de sua lista de compras.

Publicidade:
Anterior Iguatemi Ribeirão Preto recebe exposição sobre legado de Ayrton Senna
Próxima Tentativas de homicídio, estupros e roubos de veículos têm crescimento de até 600% em Guaíra