Coalhada é alimento do bem para a saúde

Você adora iogurte, mas faz nariz torto para a coalhada? Pois saiba que este alimento, além de ser uma delícia e não conter conservantes, faz bem para a pele, para o funcionamento do intestino e, até mesmo, ajuda a reduzir o mau colesterol.

Coalhada no azeite de oliva

Você adora iogurte, mas faz nariz torto para a coalhada? Pois saiba que este alimento, além de ser uma delícia e não conter conservantes, faz bem para a pele, para o funcionamento do intestino e, até mesmo, ajuda a reduzir o mau colesterol.

Segundo a nutricionista Andrezza Botelho da Silva, a coalhada é a parte sólida resultante da coagulação do leite. A parte líquida, por sua vez, é chamada de soro do leite. “A preparação de leites fermentados é uma forma natural de conservação do leite, já que a acidificação funciona como um conservante natural contra o desenvolvimento de muitas bactérias nocivas aos seres humanos”, garante a nutricionista.

Benefícios do consumo da coalhada:

Andrezza Botelho explica que a coalhada é um alimento de altíssimo valor nutritivo, mas destaca o elevado valor biológico das proteínas existentes no leite fermentado. “Estas proteínas proporcionam o aumento da biodisponibilidade de vitaminas do complexo B no intestino humano, o que resulta na melhor absorção de cálcio pelo organismo”, explica.

O consumo regular de coalhada, graças aos lactobacilos (microorganismos do bem) presentes no alimento, também recupera e equilibra a flora intestinal, melhorando as suas funções e ajudando em casos de prisão de ventre ou de diarréias. “Por esta característica, a coalhada ajuda a modular diarréias causadas por antibióticos, quimioterapias, radioterapias e situações de estresse, sendo muito receitada em hospitais e tratamentos médicos”, complementa Andrezza Botelho.

A qualidade microbiológica da coalhada também auxilia na prevenção do crescimento de microorganismos patogênicos e agentes causadores de doenças, o que a faz ser conhecida como um alimento probiótico e imunomodulador, com capacidade até mesmo de ajudar a evitar cânceres.

A presença de grandes quantidades de ácidos graxos (gorduras), provenientes do leite, faz da coalhada um alimento capaz de ajudar na redução do mau colesterol e, conseqüentemente, diminui os riscos de infarto. O leite coalho é, também, um alimento rico em cálcio, com cerca de 490mg para cada 100g e fósforo. Por isso, ela costuma ser indicada em dietas para pessoas com deficiência destes nutrientes e também para crianças em fase de crescimento.

Apesar de proveniente do leite, a coalhada ajuda em casos de intolerância à lactose, já que, no processo de fermentação, as bactérias transformam a lactose em ácido láctico, que é facilmente digerível até pelos estômagos mais sensíveis. “O leite coalhado preserva a gordura, os minerais e o conteúdo de vitaminas do leite puro, mas apresenta bem menos lactose que o leite. Quando elaborada a partir do leite desnatado, por exemplo, a coalhada chega a ser seis vezes mais digerível que o leite comum in natura”, garante a especialista.

Como consumir:

Segundo Andrezza Botelho, o ideal é consumir na ceia ou antes de dormir, pois nesse horário acontece o pico do hormônio PTH, responsável pelo transporte do cálcio para os ossos. “Ela também pode ser saboreada no café da manhã, doce ou salgada, líquida ou pastosa, fresca, seca ou cozida. Serve como acompanhamento, tempero, base para outros pratos e como refresco, se diluída em água”, afirma.

FONTE

Publicidade:
Anterior Dois mil veículos se reúnem para tentativa de quebra de recorde mundial
Próxima Sábado tem CHORA VIOLA no KAIKAN