Guaíra realiza vacinação contra raiva no mês de novembro


Staffordshire terrier puppy and gray cat. Isolated on white background

Moradores poderão levar cães e gatos em qualquer um dos pontos espalhados pela cidade para receberem a vacina gratuitamente

Foi divulgado pela Prefeitura de Guaíra através do seu Departamento de Zoonoses o cronograma da Campanha de Vacinação Contra a Raiva canina e felina. O inicio está previsto para dia 7 de outubro de 2014 e vai até o dia 27. Serão postos fixos e equipes fazendo as doses de casa em casa. A meta é atingir no mínimo 80% dos caninos e felinos, da cidade e zona rural.

Os pontos de vacinação foram divididos por todas as regiões da cidade. Nos dias 7 e 8 de novembro (Sexta e sábado), a vacinação será no Centro Comunitário do Bairro Aniceto Carlos Nogueira.

Na segunda-feira (10) na Escola Vera Vitalli, dia 11 (Terça-feira), na Praça próxima a Escola Enoch Garcia Leal (Av. 7 entre as ruas 24 e 26).

Na região central da cidade, o ponto será na Praça São Sebastião, na quarta-feira (12).    

Quinta-feira (13), o local será no PSF ‘Tarciso Barini’, no bairro Vivendas do Bom Jardim. No dia seguinte, sexta-feira (14), na Praça do Bairro Eldorado (Rua 02 x Avenidas 35 e 37)   

A Praça do bairro Bom Jesus, a data marcada para vacinação será no dia 17 de novembro (Segunda-feira).

Já na terça (18) a campanha estará na Praça do Ambulatório, na Rua 24.

Seguindo a programação, na quarta (19), a Praça da Avenida José Flores (Com as avenidas 33 x 35). Na sexta e sábado, respectivamente nos dias 21 e 22.

Os proprietários de animais dos bairros COHAB 2 (Segunda-feira, dia 24 de novembro, na praça do bairro), João Vaccaro (Terça-feira, dia 25 de novembro), Multirão III (Quinta-feira, dia 27).

Ainda no dia anterior, dia 26 (Quarta-feira), a vacinação será no Centro de Castração. No mesmo local, a campanha continua como ponto fixo com atendimento de segunda a sexta-feira das 08h às 13h, exceto na quinta-feira.     

Saiba mais sobre a raiva animal

Apesar da raiva animal não ser registrada há décadas no município e mesmo no estado a incidência ser, nas últimas décadas, infimamente pequena, há que se cuidar, ser vigilante, uma vez que o vírus da raiva circula na zona rural, e ocasionalmente na cidade, com morcegos infectados.
O controle de Zoonoses monitora a morte de cães, gatos e morcegos enviando amostras para testes no Instituto Pasteur, que faz a vigilância em todo estado.
O morcego é considerado um animal perigoso porque sua forma de vida, convivendo amontoados, favorece a proliferação do vírus. Por outro lado não é raro seu contato com animais domésticos, especialmente gatos que são predadores noturnos.

O último caso fatal de raiva humana no Estado de São Paulo foi registrado em 2001, na cidade de Dracena. Na ocasião, um morcego infectou um gato, que depois transmitiu a doença a sua proprietária. Como não procurou ajuda a tempo a mulher de 52 anos, acabou morrendo.

Publicidade:
Anterior Show de chorinho da praça do Bom Jesus foi transferido para Casa de Cultura
Próxima MeB Informática lança grande promoção de aniversário