Vacinação contra pólio vai de 8 a 28 de novembro


vacinacao contra polio guaira

Uma nova etapa de vacinação contra poliomielite e atualização das doses de sarampo começara no próximo sábado, dia 8 de novembro e vai até o dia 28. Haverá dois sábados com mobilização nacional (dia D) nos: dias 8 e 22, com todas as USBs – Unidades Básicas de Saúde – distribuindo as doses das 8h as 17h.

Já no dia a dia das unidades, as crianças podem ser imunizadas de segunda à sexta-feira no horário será das 7h as 17h. É importante levar a carteirinha de vacinação, para que as equipes da Vigilância Epidemiológica façam o monitoramento do cronograma vacinal da criança.

A faixa etária abrangida pela vacina contra poliomielite é de 6 meses a 4 anos 11 meses e 29 dias e  do sarampo e de 1 ano a 4 anos de idade. A meta da campanha é atingir 95% das crianças na faixa etária alvo

Mesmo erradicada no Brasil a preocupação do Ministério da Saúde com a pólio se justifica pelos eventos em massa (Olimpíadas 2016 – intensa circulação de pessoas); países com surtos/epidemias: exportadores de poliovírus selvagem; intenso fluxo de passageiros provenientes de áreas endêmicas (migração ou turismo) ou viajantes para esses países e refugiados da Síria.

A poliomielite ou paralisia infantil, como é mais conhecida, é uma doença contagiosa aguda causada pelo Poliovírus (sorotipos 1,2,3) e que pode afetar crianças e adultos, passando de uma pessoa para outra, através do contato com secreções dos pacientes infectados. No passado a doença já causou mortes e deficiências de mobilidades permanentes e milhares de pessoas em todo país, sendo a vacinação a única forma eficaz de prevenção.

O sarampo é uma doença infecto-contagiosa provocada pelo Morbili vírus e transmitida por secreções das vias respiratórias, como gotículas expelidas ao espirrar. Os sintomas são manchas avermelhadas na pele que começam no rosto e regridem até os pés, febre, entre outros e pode causar morte.

Então é de máxima importância que os todos os pequenos sejam imunizados contra essas doenças, pois apesar da pólio não existir no Brasil, ainda hoje têm países em que não foi eliminada, só com a aplicação correta das doses é que minimiza risco ser reintroduzida em nosso país.

Publicidade:
Anterior PAT de Guaíra divulga vagas de emprego
Próxima É verdade: duplo tique azul do WhatsApp marca mensagem lida