Laticínios Bela Vista investe mais de R$ 11 mi em uma das maiores Estações de Tratamento de Efluentes do mundo

Projeto, pioneiro no país, vai contribuir com a redução do impacto da atividade industrial e para a conservação dos recursos naturais e do meio ambiente

sede-bela-vista

Quinta maior indústria de laticínios do país, o Laticínios Bela Vista, detentor da marca Piracanjuba, é uma empresa goiana que adotou a responsabilidade socioambiental como um dos seus principais valores. Ciente da importância do uso adequado dos recursos naturais na produção de alimentos, e para a preservação da vida, a indústria está prestes a dar mais um salto em qualidade e tecnologia. Com investimentos superiores a R$ 11 milhões, vai inaugurar, no dia 25 de novembro, uma das maiores Estações de Tratamento de Efluentes, com reatores anaeróbicos de baixa taxa, em indústrias de laticínios, no mundo.  É a primeira no país.

Para formulação, desenvolvimento e realização desse projeto inovador foram necessários cerca de dois anos e meio de trabalho e uma equipe que chegou a contar com 400 pessoas. A equipe de engenharia do Laticínios Bela Vista realizou a obra Civil e a montagem mecânica. A ADI Sistemas Ambientais Ltda forneceu toda a tecnologia canadense e equipamentos, que contemplaram a reformulação da Estação de Tratamento de Efluentes atual, e a adoção do Reator ADI-BVF, um dos melhores processos disponíveis em todo mundo.

Nesse sistema, o efluente é tratado em meio anaeróbio e o gás formado é captado e enviado para duas caldeiras que utilizarão esse combustível para a geração de vapor. A eficiência no tratamento dos resíduos chegará a 99%, com a possibilidade de reaproveitamento, também, da água. Por outro lado, o Laticínios Bela Vista, que já utiliza exclusivamente madeira de reflorestamento em suas caldeiras de Biomassa, contará com uma redução de 30% no consumo de lenha, graças ao uso do Biogás gerado pelo novo sistema.

De acordo com o diretor industrial da empresa, Marcos Helou, entre os objetivos do projeto estão tornar o tratamento dos efluentes produzidos pela indústria mais robusto e preparado para o crescimento da indústria, além de, ao mesmo tempo, aproveitar a geração de Biogás e reduzir ainda mais o impacto ambiental. “Pretendemos devolver ao rio a água com excelente qualidade e pronta para um possível reuso. E, ainda, vamos incentivar a produção de energia sustentável com benefícios ambientais para a sociedade. A empresa conseguiu estruturar um corpo profissional seleto e multidisciplinar, o que propiciou pesquisar e implantar com sucesso a tecnologia. Hoje, as decisões tomadas no Laticínios Bela Vista levam em consideração a nova lógica de pensamento voltada para a preservação ambiental”, reforça.

 

Sobre o Laticínios Bela Vista 

O Laticínios Bela Vista possui um portfólio com mais de 100 produtos, distribuídos nas marcas Piracanjuba e Pirakids, comercializados em todas as regiões do Brasil. Com faturamento de mais de R$ 2 bi e capacidade de processamento de 4,3 milhões de litros de leite por dia, gera mais de 2 mil empregos diretos e possui três unidades fabris, localizadas em Bela Vista de Goiás (GO), Maravilha (SC) e Governador Valadares (MG). A empresa é uma das cinco maiores indústrias de laticínios do Brasil e vem recebendo importantes reconhecimentos nacionais e internacionais relacionados à marca Piracanjuba, aos produtos e à gestão, fundamentada em valores sólidos, como ética, valorização das pessoas e responsabilidade socioambiental.

Publicidade:
Anterior SUPER OFERTAS DE ANIVERSÁRIO NO FORTALEZA SUPERMERCADO
Próxima Prefeito de cidade do ES bloqueia ferrovia da Vale: ‘Até o presidente se reunir conosco’