FAMÍLIAS QUE POSSUEM MEMBROS PRIVADOS DE LIBERDADE PARTICIPAM DE TRABALHO EM GRUPO NOS CENTROS DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL – CRAS

Acompanhamento familiar em grupo

Os Centros de Referência de Assistência Social iniciaram em março de 2018 o acompanhamento familiar em grupo para as famílias com membros privados de liberdade.

Até o ano de 2017 as ações desenvolvidas com as referidas famílias consistiam em atendimentos individualizados e garantia de transporte para a realização de visitas trimestrais às penitenciárias.

De acordo com o Diretor de Desenvolvimento, Assistência e Inclusão Social,  José Reinaldo do Santos Júnior, o acompanhamento tem como objetivos de dar oportunidade de ampliar o espaço de diálogo e participação, aumento da autocompreensão da realidade vivenciada, resgate de trajetórias de vida e compreensão dos processos de vulnerabilidades vivenciadas bem como o aumento da autoestima positiva, que significa o reconhecimento das potencialidades do seu grupo familiar, da condição de sujeito de direitos de cada um de seus membros, bem como da família como um todo.

De acordo com Eliza Maria Lamonte Carvalho, Assistente Social, o projeto propicia a possibilidade de convivência familiar por meio das visitas trimestrais às penitenciárias, as famílias terão a oportunidade de refletirem sobre a realidade vivenciada, ter acesso à informação, apoio em sua função protetiva e de construção de projetos de vida.

O Acompanhamento Familiar em Grupo está sendo desenvolvido por uma equipe interdisciplinar composta por psicóloga e assistente social nos Centros de Referência de Assistência Social do município, atendendo aproximadamente 35 famílias.  Os encontros tiveram início no mês de março e terão duração de 6 meses.

As equipes estão trabalhando temáticas como: A importância do autoconhecimento nas relações interpessoais, enfrentamento dos desafios do dia a dia, a prisão e as consequências na vida dos familiares, questões da cidadania, direitos humanos e violência urbana, resiliência, preconceitos, dentre outros.

Os encontros são realizados no Centro de Referência de Assistência Social, e  também  em espaços públicos do município, como o Parque Maracá que foi local de delicioso piquenique dos grupos objetivando momento de lazer e interação entre as participantes.

O próximo encontro será realizado na data de 23/04/2018 no qual haverá uma integração entres os participantes dos três territórios para uma sessão de cinema na Casa de Cultura com a apresentação do filme brasileiro “ Que horas ela volta?”.

Publicidade:
Anterior 10 VERDADES SOBRE A CIRURGIA PLÁSTICA NO NARIZ
Próxima ENTENDA AS CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DA HIPERTENSÃO DA GRAVIDEZ