PREÇO DE LÁ COM ENTREGA SEGURA AQUI: APP PERMITE ENCOMENDAR ITENS IMPORTADOS POR MEIO DE VIAJANTES


Plataforma Grabr é alternativa ao dólar alto e elimina custos extras na compra de produtos do exterior, gerando economia para consumidores brasileiros 

Fazer compras no exterior nem sempre é uma tarefa fácil para os consumidores brasileiros. O custo-benefício de produtos importados é um grande atrativo, mas os custos extras envolvidos nesse tipo de transação pode, em muitos casos, ultrapassar o orçamento do comprador – tornando a importação um processo caro e demorado.

A alta do dólar, problemas com entregas internacionais e aplicação de taxas e impostos são alguns dos obstáculos enfrentados pelo consumidor que deseja importar. Porém, mesmo com o dólar mais alto, ainda vale a pena comprar no exterior. Produtos que muitas vezes chegam a custar até 80% mais caros aqui no Brasil, como é o caso de artigos para bebês ou eletrônicos, são encontrados com mais facilidade, opções e preços mais “justos” lá fora.

A boa notícia é que os algoritmos e a tecnologia têm ajudado os brasileiros a conseguirem os produtos de fora através da Grabr, (http://grabr.io/pt/) – uma plataforma de compartilhamento de bagagem que possibilita a compra de produtos importados por meio de viajantes.

A startup americana está presente em 120 países e permite que consumidores brasileiros adquiram cosméticos, aparelhos eletrônicos, itens para enxoval, entre outros tipos de produtos importados com mais facilidade, economia e segurança. Disponível nos formatos de app e desktop, o comprador gera o pedido de compra para um viajante cadastrado na plataforma e recebe o produto assim que ele retornar de viagem, sem custos com frete, sem atrasos na entrega.

Como importar com segurança pela plataforma?

Ao conectar compradores a viajantes, a plataforma beneficia tanto ao comprador – que pode economizar na compra de importados – quanto ao viajante, que recebe uma taxa de recompensa pela compra e pode gerar uma renda extra, contribuindo com os custos da viagem. E em caso de problemas com o pedido e entrega da compra, a startup reembolsa os valores pagos, garantindo a segurança das transações.

Para gerar um pedido na plataforma é necessário inserir alguns dados do produto como a descrição do item e link de onde ele pode ser comprado. Dessa forma, o pedido fica disponível para os viajantes cadastrados e, aquele que puder comprá-lo, entra em contato com o comprador para combinar os detalhes da transação e a data da entrega. Por último, o aplicativo calcula automaticamente o valor do produto com base no preço praticado no exterior, adicionando uma taxa de recompensa para o viajante.

Sobre a Grabr

Disponível nos formatos de app e desktop, a plataforma permite que viajantes monetizem suas viagens através do programa de recompensa, ou seja, ao trazer produtos dentro do espaço livre de suas bagagens, o usuário recebe uma bonificação, tornando sua experiência única de troca cultural e financeira. Presente em 120 países e agora também no Brasil, a Grabr hoje possui ao redor do mundo mais de 450 mil usuários entre compradores e viajantes. Criada em 2015 em São Francisco – EUA pelos russos Daria Rebenok e Artem Fedyaev, a empresa teve no ano passado um faturamento de cerca de 7 milhões de dólares e agora chega a América do Sul onde enxerga um grande potencial de mercado. Neste mês de março, recebeu um aporte de US$ 8 milhões da Foundation Capital e agora segue em franca expansão para tornar a empresa cada vez mais forte no mercado brasileiro.

Publicidade:
Anterior CARREGADOR DE CELULAR PODE CAUSAR CHOQUES E INCÊNDIOS. CONFIRA COMO EVITAR ESSES PROBLEMAS COM CUIDADOS SIMPLES
Próxima ARTESP REFORÇA ORIENTAÇÃO SOBRE MEDIDAS DE SEGURANÇA NOS PEDÁGIOS COM A PROMULGAÇÃO DA LEI QUE DETERMINA A RETIRADA DAS CANCELAS DAS PISTAS DE COBRANÇA ELETRÔNICA