A Prefeitura Municipal de Guaíra está finalizando todo o projeto de adequação à legislação vigente para a prevenção e combate a incêndios na Casa de Cultura “Prof. João Augusto de Mello”. Há vários anos o local funcionava sem os devidos equipamentos.

O projeto implantado na Casa de Cultura foi aprovado pelo Corpo de Bombeiros que agora deverá fazer a fiscalização nas obras para expedir o AVCB.

laudo conhecido como o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros, é basicamente um documento elaborado pelo órgão, o qual atesta que uma vistoria foi feita e que determinada edificação atende a todos os critérios de segurança e prevenção contra incêndio.

Para conseguir com sucesso um laudo AVCB é necessário que o imóvel atenda a um conjunto de medidas estruturais, técnicas e organizacionais criadas para garantir um nível elevado de proteção à integridade do imóvel e daqueles que nele estão.

A Casa de Cultura agora é dotada de saídas de emergência, devidamente sinalizadas, extintores, sistema de alarmes contra incêndios, além de um moderno sistema de hidrantes espalhados por todo o interior do imóvel.

Para viabilizar o projeto foi instalada na área externa do local uma caixa d’água, com bombas, para suprir toda a demanda do sistema de hidrantes, caso seja necessário seu uso, em virtude de algum sinistro.

O Diretor de Cultura, Sidnei Ferreira dos Santos, enfatizou a importância das obras. “Os freqüentadores da Casa de Cultura merecem estar em um espaço que tenha segurança para todos.

E não podemos esquecer, por exemplo, de nossa biblioteca e da pinacoteca que têm um importante acervo abrigado nas dependências da Casa de Cultura”, disse o diretor.

Os participantes do ECAL 2018 já puderam verificar “in loco” as mudanças feitas na Casa de Cultura. “Propiciar segurança à população, principalmente, dentro dos próprios públicos é uma obrigação da Prefeitura e nossa administração tem esse compromisso com a comunidade” disse o prefeito José Eduardo Coscrato Lelis.

Para fazer as adequações necessárias no local a Prefeitura Municipal investiu quase R$ 110 mil. Outros prédios públicos também deverão passar por adequações para poder receber os munícipes.