VAI VIAJAR AO EXTERIOR? VEJA COMO O CARTÃO PRÉ-PAGO AJUDA A CONTROLAR SEUS GASTOS

Por Mateus Carvalho

Realizar uma viagem internacional é o sonho de muitas pessoas. Contudo, a falta de um planejamento das despesas pode virar um pesadelo.

Visitar outro país sempre acarreta custos elevados e até mesmo inesperados: qualquer erro na estratégia e você corre o risco de ficar sem dinheiro, em um destino que não conhece e sem qualquer conhecido por perto para te ajudar.

Portanto, todo cuidado é pouco para controlar os gastos e poder aproveitar a experiência.

Após dois anos de crise econômica, os brasileiros voltaram a viajar mais ao exterior em 2017. Dados da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) mostram que o número de passageiros em voos internacionais subiu 11,7% em relação a 2016, com mais de 8,3 milhões de pessoas.

Para garantir que essa experiência transcorra sem problemas, a recomendação é utilizar o cartão pré-pago para as compras no exterior. Confira quatro vantagens desta modalidade de pagamento para o controle de seus gastos lá fora.

Planejamento das despesas: com o cartão pré-pago, você consegue fazer todas as compras necessárias da viagem, incluindo pacotes aéreos e diárias de hotel. Isso facilita o planejamento porque centraliza todos os gastos em uma única modalidade de pagamento.

Durante o período da viagem é importante fazer uma conta básica para ter uma média de quanto pode e deseja gastar por dia – já excluindo as despesas realizadas, como ingressos para atrações culturais. Pode acontecer de alguns dias você gastar um pouco mais, mas o ideal é sempre manter uma sobra para situações de emergência.

Segurança total: uma das vantagens desta modalidade de pagamento é justamente a tranquilidade que ela traz em viagens internacionais. Ao invés de ficar andando pelas ruas de um país que você não conhece com grandes quantias em cédulas, você usará apenas o cartão de plástico na carteira.

O ideal é utilizar um cartão pré-pago com chip, que dá mais segurança para você e para o estabelecimento e é aceito na grande maioria das máquinas internacionais.

Câmbio controlado: compras internacionais feitas no cartão de crédito não levam em conta o valor do câmbio no momento da compra, mas sim no fechamento da fatura.

Ou seja, se nesse intervalo de tempo a cotação do dólar aumentar, você pode ficar no prejuízo e perder totalmente seu planejamento. Com o cartão pré-pago não há esse problema: a conversão é feita no momento da compra realizada e diretamente na moeda do país em que você está.

É uma modalidade bem mais transparente: a cada compra realizada, você só pagará a taxa de IOF (6,38%) e Markup (5%) – sem sustos com faturas gigantescas depois de algumas semanas.

Mobilidade e praticidade: além da segurança, a utilização do cartão permite uma facilidade a mais para o usuário. Afinal, se precisar de mais dinheiro, basta recarregar o cartão pré-pago com o valor necessário, em reais, sem precisar correr atrás de casas de câmbio ou caixas eletrônicos que aceitam o cartão de crédito do seu banco – você pode fazer isso pela Internet, com a facilidade da conversão na hora da compra.

Ele também permite saques, caso o local não aceite cartões, e evita que o turista volte da viagem endividado graças ao controle financeiro de só gastar o que já tem de crédito no cartão.

* Mateus Carvalho é Content Specialist da Acesso

Publicidade:
Anterior CÂNCER DE INTESTINO: CASOS AUMENTAM ENTRE JOVENS
Próxima INGESTÃO DE AÇÚCAR E GORDURA DE FORMA DESCONTROLADA AGRAVA SAÚDE DO CORAÇÃO DE QUEM TEM DIABETES¹