A Prefeitura de Guaíra, por meio da Secretaria de Gestão e Infraestrutura, coordenada por José Carlos Augusto, deu início as obras de reforma do antigo prédio da Incubadora de Empresas, localizado no Distrito Industrial II, que será destinado a instalação de uma faculdade presencial no município.

O prédio já havia sido preparado para receber a instituição de ensino em 2012, mas em 2013 a gestão Sergio de Mello não deu prosseguimento aos processos de recebimento da obra e de entrega do imóvel, que acabou sendo vandalizado tendo suas dependências e instalações totalmente depredadas.

De acordo com o Secretário de Justiça, Transparência e Segurança do município, Dr. Eder Conti, a gestão anterior firmou um TAC, Termo de Ajustamento de Conduta, com o Ministério Público se comprometendo a fazer a manutenção do prédio da incubadora viabilizando assim, sua entrega para o Grupo Kheiron, que iria instalar a faculdade presencial na cidade. O que nunca aconteceu.

Agora, depois de seis anos o prefeito José Eduardo Coscrato Lelis está resolvendo o problema. Após licitação, a Prefeitura Municipal, à bem do serviço público, está investindo R$ 172 mil na reforma do imóvel, mas estes recursos deverão retornar aos cofres do município, em virtude de medidas legais adotadas pela atual administração.

Como o imóvel da incubadora não havia sido entregue e tão pouco a gestão Sergio de Mello adotou providencias para solucionar o problema, o prefeito José Eduardo, através da assessoria jurídica do município, ajuizou uma ação contra a empresa responsável pela obra. No início deste ano a Justiça acatou os argumentos da administração e condenou a empresa a ressarcir os cofres públicos em R$ 147 mil por não haver terminado o projeto da reforma e adequação do imóvel.

Além deste custo com partes do projeto por se fazer, a prefeitura também quer receber os recursos gastos com esta reforma que está sendo feito atualmente. Foram iniciadas as trocas dos vidros que foram todos quebrados, e nesta semana, após a manutenção da rede elétrica por parte da CPFL, as demais obras internas serão executadas, com a substituição de equipamentos quebrados e de outros objetos. Para finalizar a reforma o prédio receberá uma nova pintura.

Representando o Grupo Kheiron, o professor Dr. José Eduardo Miranda, já se manifestou informando que assim que o prédio estiver em condições de uso e sua entrega for oficializada dará entrada novamente no Ministério da Educação dos pedidos de autorização para implantação dos cursos de graduação e pós graduação para a faculdade de Guaíra.

“Estamos empenhados em trazer cursos de nível superior presenciais para Guaíra. Com essa faculdade muitos estudantes deixarão de passar horas viajando pelas estradas da região. Isso também é segurança e maior tranqüilidade para os pais desses jovens”, disse o prefeito José Eduardo Coscrato Lelis.

Outro ponto positivo com a vinda da faculdade para Guaíra é que o município passará a receber estudantes de outras cidades movimentando o comércio como um todo, desde o mercado imobiliário até o setor de serviços.