Existem diversas maneiras para lidar com um fora. Ou, melhor dizendo, têm formas de enfrentar a situação e lidar com aquela ferida no ego, evitando que prevaleça a baixa autoestima e o sentimento de tristeza e vazio que ficam nos dias após ter o coração partido.

Alguns tentam superar estes momentos indo em bares, postando fotos nas redes sociais, saindo para noitadas ‘eternas’. Outros preferem ‘curtir’ a fossa em casa, ligar uma música triste em volume alto e sair do quarto só quando necessário. Mas o que de fato acontece é que ninguém está preparado para passar por esse momento.

Tudo na vida é uma decisão e, decisão opera no campo da atitude. Por exemplo, a escolha de como encarar um fora do namorado/namorada ou peguete faz parte desse processo. E é nesse contexto que no texto de hoje eu dou quatro dicas de como superar essa fase, sem precisar fugir dos seus sentimentos, mas sim encará-los de frente:

Atitude #1 – Desabafe

É melhor colocar para fora do que guardar as suas tristezas para você! Converse com familiares, amigos e coloque tudo para fora. É bom receber conselhos, ver a situação de outra perspectiva, ter acolhimento e receber motivações para superar essa fase.

Atitude #2 – Racionalize que a culpa não é sua

Aqui, meus amigos, talvez seja a dica mais importante. Você não pode agradar aquele que não tem o mesmo interesse e objetivos que você. Na verdade, depois que tudo passar é gratificante o sentimento de ver que aquela pessoa saiu da sua vida para você poder continuar trilhando ao lado de quem te quer ver realmente feliz.

Atitude #3 – É bom viver a dor: ajuda a afastá-la

Não fuja da dor de ter sido desprezado. Isso não resolve o problema, só o posterga. É preciso chorar se for necessário e ficar um pouco sozinho. Mas tente ser leve para que isso não vire uma depressão ou obsessão. Uma hora a dor acaba, pode ter certeza!

Atitude #4 – Diminua as expectativas com relação ao seu parceiro

Essa atitude fica para depois que você sofreu o primeiro fora. A grande lição que você aprende quando tem o coração partido é a de diminuir as expectativas sobre o próximo parceiro. É muito importante fantasiar menos a relação e viver o momento aos poucos, sem colocar a “carroça na frente dos bois”.

Sendo realista, você consegue interpretar melhor os sinais que recebe após as investidas no período de paquera ou diante de determinados comportamentos do seu parceiro.

Dito tudo isso, a dica final para superar o fora é: TENHA ATITUDE POSITIVA e SUPERE! Todo mundo já passou por isso na vida. E, acredite: Isso passa! Pode ter certeza.

Uranio Bonoldi é professor de MBA de Tomada de Decisão da Fundação Dom Cabral, consultor em gestão, governança corporativa, planejamento estratégico, liderança e processos de decision making.www.uraniobonoldi.com.br