A Prefeitura de Guaíra , por meio, da Diretoria de Assistência, Desenvolvimento  e Inclusão Social, em parceria com o CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social, CRASs – Centro de Referência de Assistência Social e as entidades SOS, Sogube, APAE, Asilo e IORM promoveram uma passeata na área central da cidade,  para  alertar a população para proteger os menores e para a denunciar dos casos de abusos e exploração através dos canais de proteção, como o Disque 100 e o Conselho Tutelar.

A passeata celebra o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, comemorado no dia 18 de maio, e tem como objetivo conscientizar a sociedade e as autoridades sobre a gravidade da violência sexual, combater o abuso, a exploração sexual e comercial de crianças e adolescentes.

Durante o evento também foram distribuídos panfletos com informações de como denunciar casos de abusos sexuais contra crianças e adolescentes.

De acordo com o Diretor de Assistência, Desenvolvimento e Inclusão Social José Reinaldo dos Santos Júnior a passeata  reforça a conscientização de crianças, profissionais e da população em geral. “Isso faz parte de todo um trabalho que a gente vem desenvolvendo junto com a rede socioassistencial para orientar e refletir sobre esse tema tão difícil e delicado. Ações dessa plenitude, aumenta e conscientização, tornando os cidadãos  multiplicadores  para protegerem  os menores e incentivar a denúncia dos casos de abusos e exploração”, explica José Reinaldo.

O presidente da Câmara, José Reginaldo Moretti , afirmou que  a ação é necessária para alertar sobre esse  problema . “É preciso informar as pessoas para que não ocorram crimes dessa natureza, estamos trabalhando para prevenir e minimizar esse abuso”, afirmou Moretti.

O vice-prefeito Renato Moreira que recepcionou os integrantes da passeata na prefeitura ressaltou que a campanha pode ser resumida em quatro verbos essenciais: “informar, conscientizar, mobilizar e convocar a sociedade para fazer bonito e diminuir o número de abusos com nossas crianças. Um trabalho de prevenção se faz com informação”, enfatizou.

Mobilização Nacional

O “Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes” é celebrado em 18 de maio, data escolhida devido o “Crime Araceli”, onde uma menina de oito anos de idade teve seus direitos humanos violados e foi assassinada no ano de 1973, em Vitoria (ES).

Em razão do fato, a data tem o objetivo de mobilizar e reafirmar a responsabilidade da sociedade brasileira em garantir os direitos de todas as crianças e adolescentes.

Denuncie

O abuso sexual contra crianças e adolescentes é crime e deixa marcas incuráveis. A sociedade é responsável para que esse silêncio seja quebrado e a realidade mude. Se você conhece ou suspeita que alguma criança ou adolescente sofre violência, denuncie e seja a voz daqueles que não podem falar.

Para denunciar, basta entrar em contato por algum dos portais, Conselho Tutelar Municipal  pelo telefone 3331 6911  ou  disque 100 que é nacional e serve para denúncias contra violência, abuso sexual, agressões físicas e/ou psicológicas cometidas contra crianças e adolescentes, pelo e-mail: disquedenuncia@sedh.gov.br, ou pelo canal da Policia Militar no 190.