A endometriose atinge mais de seis milhões de brasileiras e é uma das principais causas de infertilidade feminina, sendo a patologia mais estudada na área de ginecologia nos últimos 15 anos. Mas nem sempre foi assim. A doença era pouco compreendida na década de 90, quando o Dr. Mauricio Simões Abrão resolveu se aprofundar nesse assunto.

E foram justamente as pesquisas dele – hoje uma referência mundial em diagnóstico e tratamento de endometriose, com cinco livros editados e mais de 130 artigos publicados em renomados periódicos internacionais –que abriram caminho para o melhor entendimento da patologia.

Com uma carreira que soma mais de três décadas, e mescla atuação acadêmica, clínica e empreendedora, Dr. Mauricio, se interessou desde cedo pela Medicina. Ainda na infância, acompanhava a rotina atribulada do pai, Fauzer Simão Abrão, que atuava como médico e também se dedicada à pesquisa e ao ensino, sendo um dos maiores especialistas em câncer ginecológico do país e Diretor da Ginecologia do Hospital do Cancer de São Paulo.

Dr. Mauricio cogitou se especializar na mesma área ao concluir a Residência em Ginecologia e Obstetrícia na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Seu desejo era dividir entre prática clínica e carreira acadêmica, contribuindo com o avanço na formação dos médicos. No final da década de 1980, após estagiar no Memorial Sloam Kettering Cancer Center Hospital, em Nova York, vislumbrou a chance de pesquisar a endometriose, na época uma patologia pouco abordada. “Havia uma enorme demanda reprimida tanto por parte das pacientes quanto da academia, pois eram incomuns as pesquisas a respeito”, conta o médico.

Em 1992, Dr. Mauricio viajou a Bruxelas para estudar endoscopia ginecológica, com renomados cirurgiões. “Ao perceber a necessidade das pacientes em ter um método diagnóstico não invasivo da endometriose, comecei estudando marcadores para o diagnóstico da doença, defendendo meu doutorado em 1996, publicado no importante periódico europeu Human Reproduction“, relembra. “A partir de 1998, começamos a estudar formas de diagnosticar a endometriose com métodos por imagem, que representou uma mudança de paradigmas em todo o mundo”.

As linhas de pesquisa se desdobraram em outras, resultando em diversas publicações e a realização de estudos avançados e o desenvolvimento de novas modalidades de diagnóstico e tratamento. Dr. Maurício recebeu prêmios e convites para palestrar e para debater o ensino de técnicas de diagnóstico e tratamento da doença em todos os continentes.

Foi convidado para operar em diferentes países como Australia, Israel, México, Peru, Itália. É fundador e ex-presidente da Sociedade Brasileira de Endometriose, além de ter integrado o conselho de sociedades Internacionais em Ginecologia, como a AAGL (Sociedade Americana de Ginecologia Laparoscópica), WES (World Endometriosis Society), IFFS (International Federationof Fertility Societies), ISGE (International Societyof Gynecological Endoscopy).

Atualmente, é sócio fundador e membro do conselho do SEUD (Society of Endometriosis and Uterine Disorders), uma das sociedades mais representativas da área. É o médico brasileiro com o maior número de publicações sobre endometriose e publicou em periódicos com alto fator de impacto como o New England Journal of Medicine.

Ainda em 1989, ao lado do pai, criou a Clínica Medicina da Mulher, que em 2019 completa trinta anos e firmou-se como um centro médico bem-sucedido. Em único lugar, diagnostica, previne e trata enfermidades da mulher em todas as fases da vida, integrando diversas especialidades e subespecialidades.

Em 2010, criou a clínica InVida (em associação com o Hospital Sirio Libanês), que rapidamente se tornou referência em medicina reprodutiva. Paralelamente, obteve o título de Professor Associado do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia da FMUSP em 2009 e, desde 2017, coordena o Serviço de Ginecologia do Hospital A Beneficência Portuguesa de São Paulo.

Atualmente, Dr. Mauricio se prepara para expandir ainda mais a atuação, com a estruturação de novas empresas e um instituto de educação e pesquisa. “Quero avançar na formação de médicos no Brasil e no mundo, por meio do desenvolvimento de novas técnicas de diagnóstico e tratamento de doenças”, afirma ele.

Sobre o Dr. Mauríco Simões Abrão

Um dos maiores especialistas internacionais em diagnóstico e tratamento de endometriose, Dr. Mauricio Simões Abrão é Professor Associado do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia da Faculdade de Medicina da USP e Chefe do Setor de Endometriose do Hospital das Clínicas da USP de São Paulo. Desenvolveu uma sólida atuação na área clínica, empresarial e acadêmica, conduzindo trabalhos em seis linhas de pesquisa e sendo autor de cinco livros e mais de 90 artigos em periódicos internacionais. É fundador da Clínica Medicina da Mulher, médico e gestor do serviço de Ginecologia da Beneficência Portuguesa de São Paulo e sócio da InVida Medicina reprodutiva, referência nacional em fertilidade. Para saber mais sobre seu trabalho, acesse: drmauricioabrao.com.