Pés abafados, sem cuidados e, muitas vezes, apertados dentro dos sapatos estão mais suscetíveis a frieiras e micoses. E é nesta época do ano, em que o frio chega com o inverno, que as sandálias são substituídas por botas e sapatos fechados.

Com isso, muitas mulheres não cuidam dos pés simplesmente porque eles não aparecem. Prevenir-se de tais problemas não é difícil mas exige alguns cuidados especiais.

De acordo com o dermatologista José Jabur da Cunha, da Altacasa Clínica Médica e chefe do setor de Cirurgia Dermatológica da Santa Casa de São Paulo, é preciso redobrar a atenção para evitar as frieiras.

“É comum olhar apenas para os pés no verão por conta das sandálias, mas é preciso cuidar o ano inteiro, mantendo os pés sempre secos e arejados”, indica o especialista.

As frieiras, um tipo de inflamação na pele causada pelo atrito e a umidade e, muitas vezes, agravada pela presença de um fungo, surge principalmente entre os dedos dos pés. “A área afetada pode coçar muito, ficar avermelhada e com fissuras.

É indicado o uso de remédios antifúngicos, além de cuidados para evitar umidade no local, como secar bem os pés depois do banho, usar talcos e preferir meias de algodão”, orienta o médico.

Além da frieira existem as outras micoses dos pés, que podem ser transmitidas por contato direto com uma pessoa infectada ou com superfícies contaminadas, como pisos de banheiros e vestiários. Estas micoses costumam coçar e levar a descamações na sola dos pés.

“Aquilo que as pessoas acham que é causado por ácido úrico, na planta dos pés, geralmente é uma micose que pode ser tratada. Não tem relação com o ácido úrico”, esclarece o dermatologista da Clínica Altacasa.

Além disso, após o banho quente, muitas pessoas correm para colocar meias e aquecer os pés antes de secar bem a região. O resultado são mais fungos, bactérias e frieiras. O uso de sapatos e tênis também faz com que os pés transpirem e o ambiente úmido é ideal para micoses.

“É necessário secar entre os dedos dos pés com a toalha, após o banho, para evitar que as dobrinhas da pele fiquem úmidas, antes de colocar um calçado fechado.

Recomendo, inclusive, o uso de secadores de cabelo no local. Junto com uma boa higiene, esta é a melhor maneira de manter os pés livres de micoses e frieiras”, ressalta o dermatologista da Clínica Altacasa.

Dicas para cuidar dos pés no inverno

* Evite o uso do mesmo sapato dois dias seguidos;

* Ao chegar em casa e retirar sapatos, tênis e botas, coloque os calçados para arejar e ventilar antes de guardá-los no armário;

* Meias e sapatos devem estar sempre limpos e secos;

* Seque bem os pés antes de colocar meias;

* Prefira meias de algodão a meias de nylon ou de qualquer tecido sintético;

* Use talco nos pés;

* Em casa, procure deixar os pés descalços e sem meia, para que possam “respirar”;

* Calce chinelos quando tomar banho em banheiros públicos, como de escolas, clubes e academia;

* Corte e lixe as unhas dos pés com frequência. Prefira o corte quadrado para não encravar nos cantos. Unhas grandes são mais difíceis de limpar;

* Evite sempre manipular os cantos das unhas ou embaixo da unha. Isso muitas vezes leva a unhas encravadas;

* Hidrate os pés com um creme específico para a região.