Para quem quer começar a fazer trabalhos manuais em casa, sobretudo criar e reformar os móveis já existentes, uma alternativa é criar uma marcenaria improvisada para os momentos de lazer. Futuramente o ofício pode virar uma profissão, mas inicialmente o que se pretende é ter um espaço para colocar em prática aquele lado artístico e do “faça você mesmo”. O fundamental, nestes casos, é procurar ferramentas simples e de uso cotidiano para fazer a ideia sair do papel.

Antes de tudo, é necessário escolher o trabalho principal que será executado: manutenção residencial, jardinagem, móveis, pequenas peças de madeira. Depois, é hora de começar a pesquisar e selecionar as ferramentas mais básicas para a realização do trabalho. Para medir com precisão as peças, é fundamental ter uma trena de pelo menos três metros. Elas são leves e não ocupam tanto espaço, já que o objetivo é fazer pequenos trabalhos. As réguas de aço também garantem um trabalho meticuloso e preciso.

Com a serra circular e tico-tico, o marceneiro iniciante consegue realizar diversos cortes, inclusive aqueles mais precisos, proporcionando um ótimo acabamento para a peça de madeira, por exemplo. Outra ferramenta muito tradicional e que não pode faltar em uma marcenaria é a furadeira, um item versátil e muito útil para quem quer produzir seus próprios móveis. Com a furadeira, também é necessário um kit de brocas para madeira, metal e concreto. A parafusadeira, por sua vez, faz o parafusamento com muito mais precisão do que outros acessórios, como uma chave philips.

Quando for fazer o acabamento final da madeira, o ideal é dispor de uma lixadeira orbital. Ela serve para acabamentos delicados e é fácil de controlar com uma só mão. Se o objetivo for realizar um trabalho mais pesado e complexo, é necessário obter outro tipo de lixadeira. Depois de lixar, é hora da finalização com um compressor ou uma pistola de pintura. Se não for possível adquirir esses equipamentos no início, invista em bons pincéis e rolos de pintura.

Grampos, plainas, martelo, marreta de borracha nível, serrote, alicate, chaves de fenda, chave philips e estilete são outros equipamentos e ferramentas que fazem muita diferença em uma marcenaria, seja ela profissional ou para hobby. O principal aspecto a ser destacado é o fato de que os entusiastas da marcenaria não precisam ter equipamentos extremamente tecnológicos e sofisticados; em muitos casos, é possível adquirir materiais e ferramentas relativamente baratas para uma produção caseira.

Também não é necessário começar com todas as ferramentas citadas. Tudo depende do objetivo com o trabalho e o tipo de serviço manual a ser executado. Com o decorrer do tempo, as habilidades com a construção de móveis e peças serão maiores, consequentemente demandando um outro conjunto de ferramentas.