BANCO DA MONTADORA OU TRADICIONAL: ONDE FAZER O FINANCIAMENTO AUTOMOTIVO?

As duas opções de financiamento oferecem vantagens e desvantagens. Dependendo da sua situação, uma pode ser melhor que o outra

Na hora de realizar o sonho de garantir o veículo próprio, muitas pessoas ficam em dúvida na escolha de qual financiamento automotivo fazer. Hoje vamos apresentar uma solução para os seus problemas. O ideal para quem passa por essa situação é fazer simulação do financiamento e decidir qual das opções é a mais vantajosa para a sua necessidade. 

Parece bobo, mas realizar a comparação entre essas duas escolhas possíveis – banco da montadora e banco tradicional – ainda é a estratégia mais efetiva para definir em qual banco irá prosseguir com o financiamento. 

Sendo assim, selecionamos aqui algumas informações para te ajudar nessa escolha e, é claro, ficar mais próximo de garantir seu carro. 

O que é um banco da montadora? 

Atualmente, quem deseja comprar um carro no Brasil possui duas opções de financiamento: através de um banco tradicional ou pelo banco da própria montadora. Entretanto, muitas pessoas não sabem o que é a segunda opção e, assim, não têm conhecimento sobre suas vantagens e desvantagens. 

Sendo assim, é bom explicar como fazer a simulação do financiamento da melhor forma. Antes de tudo, é necessário dizer que o banco da montadora consiste em oferecer uma modalidade de parcelamento automotivo com taxas e parcelas menores que as de um banco tradicional. 

Apesar desse chamariz, é importante destacar que, normalmente, a última parcela desse financiamento é bem mais alta que as que você pagou durante todos os meses.

Funciona assim: você, primeiro, decide o valor que gostaria de dar de entrada (geralmente, entre 20% e 50% do valor total do carro); em seguida, você escolhe o número de parcelas (entre 12 e 36 meses) e, por último, você deve pagar a última parcela (que varia entre 30% e 50% do valor do automóvel). 

Pode parecer absurdo pagar de uma vez só um valor tão alto na última parcela, mas não se desespere. As montadoras sabem disso e essa é uma estratégia das próprias para fidelização de clientes. Por ser um dinheiro muito acima do que você está acostumado a pagar, elas oferecem uma garantia de recompra.

Isso significa que, ao final do seu financiamento com o banco da montadora, ela compra esse veículo usado. Com o valor que você recebeu pelo seu carro antigo, você consegue quitar a última parcela e, com o montante que restou, você consegue dar entrada em um carro novo, da mesma marca, é claro. 

Qual a melhor opção?

É muito importante, antes de comprar um carro, pesquisar bem sobre qual tipo de financiamento é mais adequado para você. Isso significa ponderar se é mais vantajoso comprar um carro, com taxas de juros mais altas e não ser dependente de nenhuma montadora. 

Ou se, você gosta muito de uma empresa e confia nela a ponto de querer estar sempre com um carro da mesma, além de pagar juros mais baixos.

O que também pode te ajudar a decidir são os próprios números. Confira abaixo os valores atualizados de 2019 de financiamentos de bancos tradicionais e bancos da montadora. 

Bancos tradicionais:

  • Santander: Taxas de juros ao mês: 1,85%; Taxas de juros ao ano: 22,20%.
  • Bradesco: Taxas de juros ao mês: 1,88%; Taxas de juros ao ano: 22,56%.
  • Banco do Brasil (BB): Taxas de juros ao mês: 1,89%; Taxas de juros ao ano: 22,68%.
  • Itaú Unibanco: Taxas de juros ao mês: 1,94%; Taxas de juros ao ano: 23,28%.
  • Caixa Econômica Federal: Taxas de juros ao mês: 1,97%; Taxas de juros ao ano: 23,64%.

Bancos das montadoras:

  • GMAC (Chevrolet: Taxas de juros ao mês: 1,30%; Taxas de juros ao ano: 15,60%
  • Toyota: Taxas de juros ao mês: 1,55%; Taxas de juros ao ano: 18,60%
  • Volkswagen: Taxas de juros ao mês: 1,57%; Taxas de juros ao ano: 18,84%.
  • Banco Honda: Taxas de juros ao mês: 1,95%; Taxas de juros ao ano: 23,40%.
  • Mercedes Benz: Taxas de juros ao mês: 0,99%; Taxas de juros ao ano: 12,56%.
  • Volvo Brasil: Taxas de juros ao mês: 1,16%; Taxas de juros ao ano: 14,81%.
  • BMW Financeira: Taxas de juros ao mês: 1,29%; Taxas de juros ao ano: 16,64%.

Financiamento de carros novos e usados

Muita gente não sabe, mas também é possível realizar o financiamento de carros usados. Inclusive, isso pode ser feito através de bancos tradicionais e de bancos das montadoras. Da mesma forma que os segundos apresentam taxas e juros mais baixos, o financiamento parece mais vantajoso.

Entretanto, segue a mesma proposta do financiamento de carros novos: recompra e fidelização. Tanto a compra de usados quanto a compra de novos está em crescimento no brasil. 

Em relação a veículos novos, houve um crescimento de 2018 para 2019; foram financiados 112.187 automóveis (aumento de 2,4%). Já os números relativos a compra de automóveis usados também impressiona, foram 310.936 automóveis vendidos (um aumento de 8,5%).

Dessa forma, é possível  perceber que existem diversas opções de financiamento vantajosas para qualquer tipo de veículo. Basta realizar uma pesquisa e determinar qual a melhor forma de financiamento para a sua situação.

Publicidade:
Anterior QUAIS AS MELHORES RAÇAS DE CACHORRO PARA FAZER COMPANHIA PARA OS IDOSOS?
Próxima PARCERIA PRETENDE EXPORTAR CAMPEÕES BRASILEIROS DE RODEIO