O início da primavera, em 23 de setembro, quando o clima é mais ameno, não tão quente, nem muito frio, é uma boa oportunidade para abandonar o sedentarismo e inaugurar um novo e saudável hábito de atividade física. A sugestão é do presidente da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp), o médico José Francisco Kerr Saraiva.

“A temperatura morna da estação, com sol, mais verde e o colorido das plantas, é um convite ao movimento, que tanto bem faz ao coração e à saúde em geral”, salienta o cardiologista. Ele explica que os exercícios, que devem respeitar as condições físicas e fisiológicas de cada indivíduo, são um dos principais fatores preventivos contra doenças cardiovasculares. “Porém, é muito grande o número de pessoas que mantêm uma rotina sedentária, agravada quando associada a excesso de alimentação, dietas erradas, sobrepeso, obesidade, colesterol alto, diabetes, tabagismo, consumo inadequado de álcool e hipertensão, também fatores de risco”.

O cardiologista enfatiza que “ninguém precisa ser um atleta de alto rendimento, sendo recomendável fazer uma programação de atividade física compatível e de bom senso”. O ideal é procurar um médico, realizar os exames necessários e estabelecer, com a orientação do profissional, uma agenda adequada de exercícios, que pode ser constituída, por exemplo, apenas por caminhadas. “A primavera é uma ótima oportunidade para dar início a esse novo hábito, que pode mudar para muito melhor a qualidade da vida durante todo o ano”, enfatiza o presidente da Socesp.

Dr. Saraiva recomenda que a atividade física seja realizada em locais com pouco movimento de veículos automotores e baixo índice de fumaça e poluição, como parques, por exemplo. Quando se exercitam, as pessoas aspiram maior quantidade de ar. Se este estiver com carga elevada de dióxido de carbono, pode haver prejuízo às pessoas, com a inalação excessiva dessa substância nociva.

Sobre a SOCESP

A Socesp – Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo é uma entidade sem fins lucrativos, fundada em 1976. Regional da Sociedade Brasileira de Cardiologia e Departamento de Cardiologia da Associação Paulista de Medicina, conta com cerca de 8 mil sócios. Os principais objetivos da Socesp são contribuir para a atualização dos cardiologistas do estado e difundir o conhecimento científico gerado pela própria Socesp aos profissionais da saúde que atuam na Cardiologia e para a população.