Após o aumento da taxa de câmbio e das cotações internacionais do Petróleo por volta da terceira semana de Setembro, alguns produtos derivados do mineral também subiram de preço. É o caso do gás encanado, muito usado em restaurantes e edifícios.

De acordo com dados da Petrobrás, no segundo trimestre de 2018 o barril de gás natural custava US$ 40,02 dólares. Já no mesmo período de 2019, chegou ao preço de US$ 49,06, um aumento de mais de 22%.

A constante variação de preços do mercado afetou também o botijão de gás. A última modificação anunciada pela Petrobrás ocorreu em Agosto, quando o botijão de 13 quilos vendido nas refinarias às distribuidoras passou de R$ 26,20 para R$ 24,06. Porém, devido a impostos (ICMS, PIS/Pasep e Cofins), o valor não chegou tão baixo para os usuários. Ainda assim, o custo-benefício do GLP (mais comumente conhecido como gás de cozinha) é melhor para o consumidor, com estimativas de economia de até 60%.

Em algumas regiões do Brasil, o preço do botijão aumenta em decorrência de acordos coletivos das distribuidoras de gás. Estes acréscimos têm grande representatividade no orçamento de famílias brasileiras, já que 80% delas ainda utilizam o botijão de gás em suas casas.

Pesquisar para economizar: aplicativo pode ser aliado

Neste cenário, a tecnologia pode ser de grande ajuda. Como existem diferenças de preços entre os revendedores, pesquisar bem pode garantir uma economia fundamental no orçamento familiar. Estimativa da ANP aponta que os preços na cidade de São Paulo, por exemplo, podem oscilar de R$ 50 a R$ 90.

Para ajudar na busca, o Chama é um aplicativo que permite ao usuário comparar preços entre revendedores e pedir botijão de gás em apenas alguns cliques. Também é possível ver a avaliação de cada fornecedor, marcas e o tempo de entrega estimado para a sua localização.

Disponível em São Paulo, Porto Alegre, Curitiba e Belo Horizonte, o aplicativo garante aos consumidores que todas as revendas são devidamente cadastradas na Agência Nacional de Petróleo. Com o app é possível constatar que na região de Santana, Zona Norte de São Paulo, o preço do botijão de cozinha pode ter grande variação: entre R$ 64,89 e R$ 99, uma diferença de cerca de 52%. Já na Vila Missionária, Zona Sul, o preço varia entre R$63 e R$84, diferença de 33%.

Sobre o Chama

Disponível no Google Play e na App Store, o Chama é um marketplace que conecta revendedores de botijões de gás a clientes. Lançada em dezembro de 2016, a empresa reúne em um único ambiente mais de 2.000 revendedores regulamentados pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). Em apenas alguns cliques o usuário pode solicitar o serviço oferecido pela empresa e escolher o fornecedor que mais lhe agradar – selecionando informações como: valor cobrado, tempo de entrega e marca do produto. O serviço está presente em São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre.