Palestras, fóruns e atividades fora da sala de aula para engajar crianças, jovens e professores

Na última cúpula do clima da Organização das Nações Unidas, o mundo conheceu a ativista adolescente Greta Thunberg e uma geração engajada nas questões ambientais e climáticas. Além da importância desses jovens, o Dia do Educador Ambiental, celebrado em 15 de outubro, mostra que as pessoas que se dedicam a ensiná-los também merecem destaque, como, por exemplo, os integrantes do Programa Clorofila de Educação Ambiental, que há 27 anos educa estudantes de Bertioga (SP) no contexto da ecologia.
“A iniciativa surgiu da necessidade de conscientizar as novas gerações sobre nosso planeta e a importância de cuidarmos dele”, destaca Beatriz Pereira de Almeida, idealizadora do programa. “Estar presente na formação dos jovens é fundamental para promover a disseminação das práticas saudáveis e inspirar as gerações futuras”.

O Programa Clorofila de Educação Ambiental foi inspirado na Conferência Mundial ECO-92, realizada pela ONU, no Rio de Janeiro. Em 27 anos, mantido pela Sobloco Construtora, já atingiu mais de 22 mil jovens e realizou centenas de atividades, contribuindo com o município de Bertioga, no Litoral Norte de São Paulo, que tem mais de 90% de sua área preservada e o Selo Verde Azul, conferido pelo Governo paulista. Atualmente, participam do projeto cerca de 16 mil crianças e jovens de 24 escolas públicas e privadas de Bertioga.

A coordenadora do Programa Clorofila, Cristina Peres, destaca a importância de ensinar os jovens no processo de conscientização da população. “Com o despertar do senso questionador nos alunos, queremos treinar o olhar deles para a natureza e tudo aquilo que ela representa, mostrando que é possível buscar desenvolvimento com respeito ao meio ambiente”, destaca a educadora ambiental de Riviera de São Lourenço.

Professores e diretores também exercem funções fundamentais para os resultados e o impacto desejado. O Programa Clorofila de Educação Ambiental conta com uma equipe exclusiva e permanente, constituída por um setor administrativo e de marketing, educadores ambientais, engenheira agrônoma, além de especialistas para a formação de educadores e jovens alunos e de um time de apoio para a realização de todos os trabalhos.

Números do Programa Clorofila
Em 27 anos de atividades, o Clorofila já realizou 27 concursos com temas ambientais, com mais de 350 projetos inscritos; promoveu 63 Feiras escolares de Meio Ambiente; formou 41 Comissões de Meio Ambiente compostas por alunos do ensino médio para a implantação de projetos dentro da escola; realizou 15 cursos de formação de professores, com 633 profissionais; ministrou 11 cursos de formação para alunos envolvendo 1.167 estudantes; organizou 17 cursos para pais de alunos e comunidade, atendendo 781 pessoas; promoveu o plantio e a manutenção de 24 hortas nas dependências das escolas; organizou 34 paradas ecológicas envolvendo mais de 11 mil participantes; além de uma infinidade de reuniões de planejamento junto com os educadores, pais e alunos.