Os impactos do coronavírus na previdência privada

Saiba como a pandemia afeta esse segmento e as recomendações da advogada e especialista Ana Rita Petraroli, durante essa fase
Closeup of a stock market broker working with graphs on digital tablet at office. Rear view of stock agent reading bad report and graph. Back view of multiethnic businessman analyzing fall sales.

De acordo com dados de instituições financeiras, os efeitos do coronavírus já se refletem também na previdência privada. A pandemia afetou fortemente os mercados financeiros em todo o mundo, com quedas acumuladas de mais de 30% nas bolsas de valores globais, e os impactos atingem tanto os investimentos de renda variável como os de renda fixa.

“Em meio a essa crise ocasionada pela disseminação da Covid-19, a redução da taxa Selic para 3,75% ao ano trouxe dúvidas nos investidores. Apesar da grande tensão causada em todos os setores, especialmente na economia, a recomendação é manter a calma e ter prudência nos investimentos. As pessoas estão muito confusas, mas é preciso evitar movimentações bruscas e priorizar a visão no longo prazo”, ressalta a advogada Ana Rita Petraroli, sócia-fundadora do Petraroli Advogados.

Especialista em previdência privada, ela ainda reforça que o momento é de prudência para quem mantém esse tipo de plano. “A insegurança que estamos vivendo, com a queda dos mercados financeiros em todo o mundo, assusta especialmente a população brasileira, que vinha se recuperando aos poucos de uma crise econômica. Mas, o mais importante é manter o foco no planejamento feito para o futuro, pensando na ocasião da aposentadoria.”

Se houver necessidade de corte nas despesas, recomenda-se revisar todas as contas e eleger prioridades. A principal análise a ser feita é com relação ao resgate de valores da previdência privada. Deve-se avaliar se isso é imprescindível para sua subsistência, agora, pois outras medidas podem ser tomadas para reduzir gastos, sem precisar mexer no valor já contribuído.

Uma alternativa é fazer a portabilidade do plano para uma operadora com tarifas melhores. Entretanto, a migração pode ser realizada apenas de uma tabela regressiva para uma progressiva, não o contrário; de um PGBL para outro PGBL; e de um VGBL para outro VGBL. “O contribuinte pode, ainda, reduzir o aporte mensal ou, em casos mais extremos, interromper a contribuição e retomar quando for viável. Isso é melhor do que fazer uma retirada, pois a aplicação continua rendendo”, conclui Ana Rita.

Sobre o Petraroli Advogados
O Petraroli Advogados é um escritório de advocacia especializado em Seguros e Previdência Privada que, desde 1996, atua tanto no âmbito consultivo como no contencioso, com a entrega de soluções sob medida para empresas ou setores jurídicos. Conta com uma equipe dinâmica e altamente experiente, para propor soluções às diferentes necessidades dos mais diversos segmentos, em especial, seguradoras e fundos de pensão.

Site: www.petraroli.com.br

Publicidade:
Anterior Psicóloga dá dicas para amenizar isolamento social dos idosos durante pandemia
Próxima João Rock é adiado para 12 de setembro