Quarentena continua até 7 de abril: Abertura do comércio depende de autorização do Governo do Estado ou da Presidência da República

De acordo com o Estado, o método de distanciamento social, tem surtido resultados positivos

Em videoconferência com o Vice-Governador do Estado, Rodrigo Garcia e o Secretário Estadual de Desenvolvimento Regional Marcos Vinholi  e os prefeitos das regiões de Barretos e São José do Rio Preto, ficou definido que os prefeitos seguirão a determinação do Estado em que a quarenta prossegue até o dia 7 de abril, data que o comércio deve ser liberado para abertura.

De acordo com o Estado, o método de distanciamento social, tem surtido resultados positivos.  Segundo o Vice-Governador Rodrigo Garcia o contágio tem diminuído percentualmente. Antes 1 pessoa transmitia para 6 outras pessoas, hoje, com o isolamento, cada pessoa tem transmitido para 2 outras pessoas.

Comércio em Guaíra

 Na Sexta-feira, dia 27, o prefeito, José Eduardo Coscrato Lelis esteve reunido com a diretoria da Acig – Associação Comercial e Industrial de Guaíra – quando os comerciantes pediram ao prefeito que ele flexibilizasse as regras da quarentena, em decorrência da Pandemia, com a liberação da abertura das lojas.

O prefeito informou aos comerciantes, que o decreto da Prefeitura foi feito seguindo determinação de decreto estadual o qual deixa claro que “fica suspenso o atendimento presencial dos comércios e prestadores de serviços, não essenciais”.  Ainda ressaltou que o decreto do município estabelece que estes comerciantes podem trabalhar com pedidos via telefone ou internet, fazendo entrega ou no sistema drive-tru em que o consumidor pode retirar o produto na porta do comércio sem adentrar ao estabelecimento evitando aglomerações, ou seja, como disse o  vice-governador, Rodrigo Garcia, o comércio aberto, porém de portas fechadas.

“Entendo a situação difícil, de perda de renda e fechamento de postos de trabalho. É uma situação complicada que afeta muito toda a população, no entanto a Prefeitura não tem poder de revogar um ato do governo de Estado e autorizar a abertura do comércio”, explicou José Eduardo.

Por ora, sem atos oficiais do governador e presidente, a Prefeitura entende que a melhor forma de manter a situação favorável que Guaíra vive, sem nenhum caso confirmado, é permanecer o estado de isolamento social até a próxima terça-feira, dia 7 de abril. No entanto acredita que nesta data será sensato voltar às atividades comerciais, mas com  protocolos de higienização e seguranças preconizados pelas autoridades sanitárias.

Por outro lado o prefeito informou que a Prefeitura vem tomando todas as medidas para evitar a proliferação, resguardando seus servidores com mais de 60 anos e pertencentes aos grupos de risco, além de promover limpeza com produtos desinfetantes nos entornos das unidades de saúde, locais de grande circulação de público como rodoviária, Pronto Socorro, Cemitério e  Santa Casa.

“Estamos sensíveis à crise econômica, que está tirando renda das pessoas, mas precisamos sim obedecer às orientações dos especialistas em infectologia para evitar prejuízos a saúde pública, porque acima de tudo está a vida das pessoas” finalizou José Eduardo.

Ouça o Prefeito:

Publicidade:
Anterior Constituição Federal X CLT: Redução de salário por motivo de força maior
Próxima Iniciativa de médicos voluntários dá atendimento online gratuito a pessoas que têm duvidas sobre coronavírus