A antecipação no período de descanso é em decorrência da pandemia de coronavírus e a quarentena determinada pelo Governo do Estado de São Paulo.

Segundo Moreira estas duas últimas semanas, do dia 23 de março até esta sexta-feira, dia 3 de abril, são consideradas períodos de recesso escolar. Esse recesso está previsto em lei e, nos anos anteriores, era praticado ao longo do ano letivo. Em virtude do coronavírus os recessos foram antecipados para se evitar a aglomeração de alunos e servidores públicos no interior dos estabelecimentos de ensino.

Esta preocupação fez com que a Diretoria de Educação antecipasse para o dia 6 o início das férias escolares. A previsão é de que as aulas retornem a partir do dia 22 de abril, após o Feriado de Tiradentes.

“Tivemos que adotar estas medidas e antecipar os períodos de recesso e de férias escolares como formas de enfrentamento ao coronavírus e seguindo as orientações do Governo  Estadual. O distanciamento social e com os alunos e os servidores públicos permanecendo em casa o eventual risco de contágio pela doença é minimizado”, explicou o Diretor de Educação, Renato Moreira.

Moreira também informou que qualquer alteração no calendário escolar como antecipação do final das férias ou adiamento do retorno dos alunos será informado à população.