Esse índice é um dos principais indicadores da economia de um país. O lastro e a valorização de uma moeda podem ser definidos pelo PIB, assim como o PIB indica se a economia está crescendo, está estagnada ou se deve entrar em recessão. 

Aqui, vamos mostrar quais são os fatores que mais contribuem para o PIB de um país aumentar. Também vamos mostrar o que constitui o PIB, como ele é calculado. Para começar a entender o PIB, vamos falar primeiro sobre a sua definição.

O que é PIB? 

O PIB é a sigla de Produto Interno Bruto e representa a soma anual de todas as atividades produtivas realizadas dentro de um país. Na soma do PIB, são contabilizadas todas as rendas obtidas por empresas nacionais em suas atividades dentro do país. Assim, desde o pão que você compra na padaria, suas compras de mercado até a compra de uma mansão estão incluídas no PIB. 

A taxa do PIB positivo é um excelente indicado para a economia, porque isso indica que o país está em pleno crescimento econômico. Se a taxa do PIB for zerada ou estiver próxima do zero, algo como 0,3%, por exemplo, significa que a economia do país está estagnada. E um indicador negativo, abaixo de zero, significa uma retração econômica, sendo um indicador de recessão.

No Brasil, o cálculo do PIB é feito pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), órgão do governo responsável pela pesquisa de informações necessárias à realidade brasileira, dentre elas alguns indicadores econômicos como o PIB e a renda média per capita do brasileiro. 

Quais são os fatores que influenciam o aumento do PIB? 

O PIB é uma riqueza anual pela produção de todos os setores de uma nação. Existem diversos fatores que podem influenciar positivamente ou negativamente no índice. Abaixo você conhecerá os principais fatores, confira:

Consumo da população 

O consumo da população é um dos principais fatores de aumento do PIB.  Quanto mais as pessoas gastam, mais o PIB cresce. Se há uma diminuição no consumo, o PIB encolhe. Pegando como exemplo a situação da pandemia de coronavírus, vemos que o PIB deve ser negativo, já que o fechamento das lojas durante o isolamento social faz com que o consumo diminua. 

A retomada de qualquer economia e o equilíbrio econômico de um país depende do consumo da população. E o que influencia no consumo das famílias? O nível baixo de desemprego, boa renda média per capita e taxa de juros baixa são fatores que tendem a aumentar o consumo das famílias. 

Assim, quando há uma taxa alta de desemprego e os juros altos para compra, o consumo da família diminui ou se mantém estagnado, brecando o crescimento econômico do país. 

Investimento das empresas

As empresas também têm papel preponderante na movimentação econômica de um país. Para que o PIB cresça, elas precisam investir em sua expansão e melhora de oferta. Assim, quando empresários investem na contratação de profissionais e na compra de equipamentos, eles estão contribuindo para o crescimento do PIB. 

Para garantir esses investimentos, eles precisam de uma projeção econômica positiva e de incentivos do estado. Assim, eles podem investir com taxas de juros baixa e bom prazo de pagamento, o que é ideal para que eles financiem o seu crescimento, e consequentemente, produzam mais para aumentar o PIB. 

Investimentos públicos 

Os investimentos do governo também são importantes para o crescimento do PIB. Investir em políticas sociais para aumentar o poder de consumo da população e o investimento das empresas, por exemplo, é uma excelente maneira de injetar dinheiro que voltará em forma de impostos para elevar a produtividade econômica do país. 

Da mesma forma, financiar obras públicas em todos os setores da nação também é uma maneira de ajudar no crescimento do PIB. Nessas obras, o governo faz a licitação para que empresas possam assumir o comando da obra e contratem funcionários e maquinário para a execução. 

Exportações em alta

Outro fator importante para o crescimento do PIB são as exportações. Exportações são quando produtos produzidos em território nacional são vendidos para o exterior. Alguns setores como a agricultura se favorecem com o aumento das exportações, já que diversos alimentos brasileiros são exportados para o estrangeiro. 

Quanto mais o país exporta, mais dinheiro tende a entrar no país. E assim, as empresas e o governo tendem a aumentar os investimentos, e por consequência aumentam o consumo. Porém, as exportações também podem afetar o consumo da população, já que o aumento nas exportações tende a encarecer produtos no mercado nacional. 

Como vimos, existem diversos fatores que contribuem para o crescimento do PIB e são fundamentais para o equilíbrio econômico. Para crescer, um país precisa equilibrar os gastos, trazer mais segurança e estabilidade para os consumidores e para as empresas.