Protetor cutâneo ajuda profissionais da saúde no combate a Covid-19

O spray de barreira protege a pele das lesões causadas pelo uso contínuo das máscaras de proteção

Um protetor cutâneo que está há alguns anos no mercado é o novo aliado dos profissionais de saúde de todo o Brasil na luta contra a Covid-19.  O produto tem tecnologia 100% nacional e foi desenvolvido pela indústria Vuelo Pharma, uma das principais empresas de tecnologia em saúde do país. Além de proteger a pele por até 72 horas em uma única aplicação, o protetor também tem custo baixo, acessível para compras em larga escala e, ainda, trata as feridas causadas pelas máscaras.

A enfermeira Ana Paula Santos já estava com uma lesão no rosto devido ao uso contínuo da máscara, utilizou o produto e obteve ótimos resultados. “O spray foi de grande importância para o meu dia a dia. Quando iniciei o uso eu já estava com uma lesão na região do osso nasal. Além de proteger a pele, o Spray de Barreira ajudou a cicatrizar a lesão já existente”, afirma.  O Spray de Barreira Vuelo pode ser aplicado na pele saudável, irritada ou lesionada, sem causar ardência ou desconforto.

“O protetor cutâneo é no formato spray, o que facilita muito a aplicação. No caso dos profissionais de saúde, basta aplicar sobre a pele do rosto ou nas regiões que sofrem atrito dos equipamentos de segurança. Forma uma película de silicone resistente à água, que protege a pele durante os longos turnos que os profissionais de saúde têm enfrentado”, conta Thiago Moreschi, sócio diretor da Vuelo Pharma.

Os profissionais da saúde dos hospitais do Idoso Zilda Arns, Evangélico, Erasto Gaertner e Nossa Senhora das Graças, em Curitiba, receberam recentemente mais de R$ 10 mil em protetores cutâneos, uma doação da Vuelo Pharma, para auxiliar no combate a pandemia. “A Vuelo Pharma é imensamente grata por tudo o que esses profissionais estão fazendo pelos brasileiros”, finaliza Ulisses Ritter, Gerente de Contas e Demandas da Vuelo Pharma.

 

Publicidade:
Anterior Restaurantes podem reabrir a partir do dia 6 em SP; Confira dicas para retomada
Próxima Efeitos psicológicos causados pelo afastamento social prolongado