FURACÃO LAURA GANHA FORÇA E AVANÇA PARA OS EUA

Laura passa a escala de Furacão

As imagens de satélite mostram que Laura está mais bem organizado desde que cruzou o oeste de Cuba, e agora tem uma grande banda densa de nebulosidade no seu centro e algumas faixas externas no quadrante sul.

O Relatório da Reserva da Força Aérea e aeronaves NOAA Hurricane Hunter incluiu ventos chegando aos 65 nós ( de aproximadamente 120 km/h) em superfície, ventos de até 77 nós (aproximadamente 145 km/h) a níveis de vôo – 700 mb em níveis de pressão – e o centro de pressão atmosférico do sistema próximo de 990 mb. Com base nesses dados, Laura foi promovida a um furacão com uma intensidade inicial – Categoria 1 na escala Saffir-Simpson, que varia de 1 a 5 na escala de Furacões.

Previsão do sistema

Laura se desloca para Noroeste e deve se aproximar do noroeste do Golfo do México nesta quarta-feira (26) à noite com escala de furacão ou próxima de Tempestade Tropical. Tempestades acompanhadas de ventos fortes, com risco de chuva forte se estenderão do centro do sistema para as áreas próximas da costa do Golfo do México.

Perigo de desastres e avisos emitidos pelas autoridades

Existe o perigo de uma tempestade, com risco de vida, acompanhada por ondas grandes e perigosas de San Luis Pass, Texas, até a Foz do rio Mississippi, incluindo áreas dentro do Sistema de Proteção contra Inundações de Furacão Port Arthur. Um alerta de tempestade está vigente e os residentes devem seguir qualquer conselho dado pelo local funcionários. Ações para proteger a vida e propriedade devem ser apressadas para conclusão hoje, já que os níveis de água começarão a subir na quarta-feira (26).

Condições de furacão são esperadas para quarta-feira à noite no área de San Luis Pass, Texas, a oeste de Morgan City, Louisiana, e um Aviso de furacão está em vigor na Região.

A ameaça de inundações generalizadas e urbanas, juntamente com pequenos riachos transbordando aumentam da quarta-feira à noite e quinta-feira (27) e madrugada do extremo leste do Texas, através da Louisiana, e Arkansas. Estas condições ainda elevam para moderado o risco de enchentes isoladas. A ameaça de chuvas fortes se espalhará para o nordeste em o meio-Mississippi, Baixo Ohio e os Vales do Tennessee na sexta-feira (28) e sábado (29).

Texto adaptado e traduzido das informações emitidas pelo NHC/NOAA pelo meteorologista João Basso.

Sobre a Climatempo

Com solidez de 30 anos de mercado e fornecendo assessoria meteorológica de qualidade para os principais segmentos, a Climatempo é sinônimo de inovação. Foi a primeira empresa privada a oferecer análises customizadas para diversos setores do mercado, boletins informativos para meios de comunicação, canal 24 horas nas principais operadoras de TV por assinatura e posicionamento digital consolidado com website e aplicativos, que juntos somam 20 milhões de usuários mensais.

Em 2015, passou a investir ainda mais em tecnologia e inovação com a instalação do LABS Climatempo no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP). O LABS atua na pesquisa e no desenvolvimento de soluções para tempo severo, energias renováveis (eólica e solar), hidrologia, comercialização e geração de energia, navegação interior, oceanografia e cidades inteligentes. Principal empresa de consultoria meteorológica do país, em 2019 a Climatempo uniu forças com a norueguesa StormGeo, líder global em inteligência meteorológica e soluções para suporte à decisão.

A fusão estratégica dá à Climatempo acesso a novos produtos e sistemas que irão fortalecer ainda mais suas competências e alcance, incluindo soluções focadas nos setores de serviços de energia renovável. O Grupo segue presidido pelo meteorologista Carlos Magno que, com mais de 35 anos de carreira, foi um dos primeiros comunicadores da profissão no país.

www.climatempo.com.br

Publicidade:
Anterior CRIANÇA QUE FICOU À DERIVA EM BOIA DE UNICÓRNIO É RESGATADA NA GRÉCIA
Próxima DICA DA NUTRI: 7 CONCEITOS IMPORTANTES SOBRE ALIMENTAÇÃO