LG e Dr. Biossegurança ensinam boas práticas na cozinha que podem evitar doenças

O armazenamento inadequado dos alimentos pode causar a proliferação de diversas bactérias, fungos, vírus e parasitas

São Paulo, setembro de 2020 – De um tempo para cá, a rotina das pessoas mudou, junto com seus hábitos de higiene e sua forma de comprar. O trabalho passou a ser remoto, as viagens não são mais frequentes e a comida feita em casa virou o restaurante preferido.

Nesse sentido, é indispensável ter atenção para a qualidade da alimentação feita em casa. A LG Electronics do Brasil e o especialista em biossegurança, Prof. Dr. Jorge Luiz, conhecido como Dr. Biossegurança, apresentam boas práticas que devemos aplicar para o preparo de uma refeição em casa.

Uma pesquisa feita com brasileiros pelo instituto de pesquisas Qualibest junto à consultoria Galunion, especializada em Foodservice (mercado de alimentação fora do lar), mostra que a cada 100 consumidores, 74 se sentem mais seguros preparando comida em casa, devido à pandemia da COVID-19.

O primeiro passo para manter as boas práticas é lembrar que os locais onde os alimentos serão guardados, como geladeira, prateleiras e dispensas, devem ser higienizados constantemente. Os produtos também devem ser limpos antes de armazenados. Por último, é importante que cada item seja acomodado adequadamente.

“Muitas pessoas olham para a importância da higienização das mãos, da casa, das roupas, dos produtos que compramos, mas no caso dos alimentos, muitos se esquecem que armazenar e preservar da maneira correta é tão importante quanto higienizá-los.”, alerta o Dr. Biossegurança.

Quando guardamos um alimento de maneira ou em um local errado, várias bactérias e fungos podem se proliferar e interferir em sua integridade. Atualmente, existem mais de 250 tipos de doenças transmitidas por alimentos (DTA) no mundo e grande parte dessas doenças são infecções causadas por bactérias ou fungos e suas toxinas, vírus e outros parasitas.

Em alguns países, essas DTA’s atingem uma a cada seis pessoas, causando milhares de mortes anualmente. “Podemos contar com diversas tecnologias e equipamentos para nos auxiliar nesses momentos. O principal deles, sem dúvidas, é o refrigerador”, afirma o Dr. Biossegurança.

Segundo o professor, para reduzir a proliferação dos microrganismos patogênicos – que causam doenças, o ideal é que a temperatura da geladeira fique entre 8 e -1 °C. Quanto mais espaçoso e mais compartimentos seu refrigerador tiver, melhor será na hora de organizar os alimentos.

Algumas frutas e hortaliças, devem ser mantidas fora da geladeira para manter suas texturas, sabor e nutrientes, principalmente quando ainda estiverem verdes. Porém, quando estiverem maduras, é indicado colocar nas gavetas do eletrodoméstico.

Alguns modelos de refrigerador, como os da LG, contam com o Moist Balance Crisper™, função que garante o nível de umidade ideal dentro da gaveta, o que ajuda a preservar por mais tempo os produtos.

Como a periodicidade de compras foi afetada devido à pandemia, manter os produtos frescos por mais tempo é um desafio, mas a tecnologia se tornou uma grande aliada do consumidor.

Segundo o executivo de vendas de linha branca e condicionador de ar da LG do Brasil, Marcel Souza “a LG Electronics do Brasil está focada em entender cada vez melhor as necessidades atuais das pessoas, especialmente em meio a tantas mudanças de comportamento e formas de consumir. Por isso, além de apresentar inovação, conectividade e inteligência artificial em seu portfólio, nossa tecnologia também auxilia nos cuidados com a saúde para possibilitar que nossos consumidores se sintam mais seguros, confortáveis e tenham uma rotina mais prática.”

A linha de geladeiras da LG oferece diversos recursos para garantir mais praticidade aos usuários e prover a preservação de alimentos por mais tempo.

O NatureFRESH™, por exemplo, combina os sistemas DoorCooling+™ – que garante refrigeração até 35% mais rápida e uniforme -, e o LINEARCooling™ – que mantém a flutuação da temperatura dentro de ± 0,5 ℃, sendo estes os maiores indicadores de frescor.

Ainda, para auxiliar no combate contra os microrganismos, o filtro Hygiene Fresh+™, mantém o ar puro e o ambiente descontaminado, e elimina até 99,999% dos germes e bactérias.

Outro diferencial que a marca traz é o Instaview Door-in-Door™, sistema exclusivo, no qual, com apenas dois toques, é possível visualizar o interior da geladeira, que fica aceso por 10 segundos, e minimiza a perda de ar frio em até 41%. “De acordo com um estudo realizado pela LG, aos finais de semana chegamos a abrir até 66 vezes a porta da geladeira para ver o que há dentro.

Com esse sistema, o objetivo é reduzir a frequência de abertura das portas, e, consequentemente, economizar energia e, também, manter os alimentos conservados e frescos por mais tempo, visto que a perda de ar frio é menor.” conclui Marcel Souza.

Em parceria com o Dr. Biossegurança, a LG elencou alguns alimentos que devemos guardar dentro ou fora da geladeira.

Confira no infográfico:

clique para baixar

Publicidade:
Anterior Cyberbullying: maioria dos adolescentes já presenciou ou foi vítima de agressões pela internet
Próxima Dia mundial da saúde mental: Freeletics disponibiliza conteúdo gratuito para prática de atenção plena