“Volta às aulas – Guia para retomada presencial” traz informações de utilidade pública para escolas de todo o país em site aberto na web

Guia online, com protocolos e roteiro de informações em linguagem simples e didática, é uma iniciativa da Bahema Educação e busca ajudar escolas públicas e privadas a orientar suas equipes, famílias e alunos para uma volta segura às aulas presenciais

Outubro de 2020 – A Bahema Educação acaba de lançar o site “Volta às aulas – Guia para retomada presencial”, um roteiro de recomendações para as escolas públicas e privadas de todo o Brasil para uma retomada segura às aulas presenciais, após o período de isolamento social imposto pela pandemia da Covid-19. O conteúdo foi preparado pela diretoria pedagógica da empresa com apoio do Sírio-Libanês Consultoria, referência mundial em saúde, e traz um roteiro de Perguntas e Respostas, além de materiais informativos em linguagem simples e didática.

O guia tem por objetivo ser uma ferramenta aberta e, portanto, de utilidade pública, para instituições de ensino de forma geral, de diferentes portes e localidades, que enfrentam os desafios de retomar as atividades presenciais em meio a inseguranças naturais neste momento. “Entendemos como parte de nossa responsabilidade como educadores o compartilhamento com a comunidade escolar e a rede de ensino, de forma ampla, dessas orientações e protocolos que pudemos ter no nosso grupo em um período tão único da vida das famílias, alunos, professores e equipes”, afirma Gabriel Ralston Corrêa Ribeiro, presidente da Bahema Educação.

As recomendações compreendem desde o momento de sair de casa, cuidados no trajeto e na escola, atenção durante as refeições e cafezinhos e o que fazer quando chegar em casa. Além disso, há 53 perguntas que vão desde o uso de máscara nas aulas de Educação Física e Música, compartilhamento de brinquedos e material escolar entre as crianças, grupos de risco, aplicação de testes para covid-19, contágio, além de links úteis e de material de referência.

Um desses materiais de apoio é o ciclo de palestras “Faz escuro, mas eu Canto”, que apresenta uma sequência de conversas com diversos especialistas e pensadores brasileiros com a proposta de “acender lamparinas em nosso pensar, sentir e agir humanistas”, como definem os curadores do projeto, integrantes do Centro de Formação da Vila, uma das instituições que fazem parte da Bahema Educação.

“O título remete ao primeiro verso de um poema de Thiago de Mello que fala de resistência e esperança, e que pareceu adequado a estes tempos de uma pandemia obscura e de horizontes pouco claros para todos”, diz Gabriel Ralston Corrêa Ribeiro, presidente da Bahema Educação, explicando a escolha do título do ciclo de palestras que agora integram o material de referência do “Volta às aulas”.

O poema de Thiago de Mello se refere ao sabiá-laranjeira, símbolo nacional do Dia da Ave, que, assustado com a poluição sonora das metrópoles, alterou o horário do seu canto de acasalamento para as madrugadas. Uma metáfora que lembra à humanidade que ela também é natureza.

Para ter acesso a todo o conteúdo do guia “Volta às aulas – Guia para retomada presencial” e ao ciclo de palestras “Faz escuro, mas eu Canto”, basta acessar o endereço: http://voltaasaulas.bahema.com.br

Sobre Bahema Educação

A Bahema Educação S/A tem como missão promover a educação básica de qualidade, com autonomia e colaboração, para desenvolver o Brasil. É responsável pela gestão de dez escolas no Brasil: Escola da Vila, Escola Viva, Escola Mais e Colégio Bis, em São Paulo/SP; Escola Parque e o Centro Educacional Viva (Rio de Janeiro/RJ); o Fórum Cultural (Niterói/RJ); a Escola Autonomia (Florianópolis/SC); o Colégio Apoio (Recife/PE) e o Grupo Barão Vermelho (Belo Horizonte/MG).

Publicidade:
Anterior A revolução digital no nosso dia a dia
Próxima Bye, bye, aparência cansada: conheça o tratamento de olheiras com ácido hialurônico