5 Dicas para você planejar seu intercâmbio pós pandemia

Programar um intercâmbio não é fácil, exige muita pesquisa e tempo, por isso, reunimos algumas dicas para você já começar o planejamento

São Paulo, 19 de março de 2021 – Por conta da pandemia de covid-19, muitas pessoas precisaram deixar o tão sonhado intercâmbio para depois. Mas, que tal aproveitar esse momento para já ir se organizando e fazendo o planejamento?

“Os planos de fazer um intercâmbio não precisam ficar totalmente de lado, aproveite esse tempo para fazer o planejamento sem sair de casa, orçar, analisar as melhores opções e as que mais combinam com o que você está procurando, afinal, existem diversas maneiras de fazer um intercâmbio”, comenta Anna Carolyna Diniz, fundadora da BeFaster – School of English e criadora do método “Transforme o seu Inglês”.

Por isso hoje, reunimos 5 dicas para você já começar a se organizar:

1- Objetivo 

Existem vários formatos de intercâmbio, desde cursos de idioma, graduação, cursos profissionalizantes, como também opções de intercâmbio para trabalho voluntário, au pair (babá). Por isso, é importante primeiro decidir qual formato se encaixa ao que você está buscando.

2 – Lugar

O segundo passo é pesquisar qual país, se você deseja trabalhar durante o período de intercâmbio precisará ver quais países permitem e quais as restrições ou exigências para isso. Levar em conta também, se você gosta mais de frio ou de calor buscar países que atendam aos seus gostos.

3 – Moradia

A moradia é uma questão bem importante para o intercambista planejar, afinal, é onde ele ficará até o final de sua viagem. Existe a opção de hospedagem em casa de família, residência estudantil ou alugar algum apartamento, é importante pensar se você busca uma imersão total, ou se você prefere ter o seu espaço com mais privacidade, afinal isso irá refletir direto nos custos.

4 – Tempo

O intercâmbio pode ter duração de uma semana a até dois anos ou mais, de acordo com o curso que pretende fazer ou o tipo de intercâmbio. É importante ter em mente quanto tempo pretende ficar, para que assim consiga elaborar seus planos de custo.

5 – Aproveite para estudar 

Enquanto ainda não é possível realizar sua viagem, faça um curso do idioma do país que pretende ir. Chegar lá, conseguindo se comunicar pelo menos o básico já vai lhe ajudar muito. Existem diversos cursos onlines e rápidos como o Intensivo da teacher Carolyna Diniz, e até mesmo particulares que você consegue praticar o idioma e ficar expert.

Agora que você já sabe por onde começar a planejar, é hora de dar início às pesquisas e preparar tudo para que a sua experiência seja inesquecível.

Sobre Anna Carolyna Diniz:

Fundadora da BeFaster – School of English, instrutora de língua Inglesa desde 2003 e criadora do método “Transforme o seu Inglês”.

Trabalhou em NYC como interprete auxiliando deficientes visuais brasileiros à adquirir cão guia nos Estados Unidos.

Master e Practitioner em PNL pela Sociedade Brasileira de Programação

Neurolinguística. Formada em Hipnose Ericksoniana e coach através da

Sociedade Brasileira de Coaching em 2016.

Anterior Sabe aquela dor nas costas que você sente no fim do dia? Um ambiente ergonômico pode ajudar
Próxima Vulnerabilidades em brinquedos sexuais inteligentes ameaçam a privacidade do usuário