Projeto INSPIRAR mobiliza doações para viabilizar a produção de Ventiladores Pulmonares e ajudar hospitais e instituições brasileiras no combate à Covid-19

No último ano, 1.700 respiradores foram doados e mais de 25 mil pessoas foram assistidas. Em uma nova etapa, o Projeto sensibiliza a sociedade para viabilizar novas doações.
Projeto INSPIRAR , nasceu do desejo de mobilizar a sociedade e empresas brasileiras a cooperar com a fabricação de ventiladores pulmonares próprios para ajudar instituições de saúde no combate ao coronavírus. A ação, criada em março de 2020, pelos sócios da companhia mineira TACOM, teve como meta inicial concluir rapidamente o desenvolvimento de um ventilador pulmonar que pudesse ser produzido em larga escala e baixo custo.
A missão de oferecer uma solução rápida, acessível e de excelência na produção de aparelhos, que após produzidos, são doados aos leitos de hospitais para suporte respiratório aos pacientes internados, já impactou mais de 25 mil vidas. Até o momento, foram entregues mais de 1.700 respiradores, para 328 instituições no país.
O projeto, que começou em Minas Gerais, já se estendeu a outras regiões do país e em 2021 pretende alcançar centenas de municípios que necessitam estruturar seus leitos com ventilação mecânica.

Inicialmente, o Projeto contou com o apoio da FIEMG – Federação das Indústrias de Minas Gerais -, além de dezenas de empresas, engenheiros, médicos e voluntários, que viabilizaram o desenvolvimento do aparelho em um tempo recorde de 45 dias entre o início da ação e o primeiro protótipo do ventilador, chamado de VI-C19.
“Nós tínhamos um grande desejo de colaborar com a sociedade naquele momento tão delicado. Por isso, mergulhamos na proposta de criar um equipamento eficiente e seguro. Os ventiladores foram desenvolvidos em um prazo muito curto e aprovados em 100% dos requisitos de homologação da classe III da ANVISA – a mais rigorosa”, diz Claudia Tonussi, Diretora Executiva do Projeto INSPIRAR.

Após a aprovação pelas autoridades de saúde competentes, os equipamentos foram rapidamente produzidos e doados via FIEMG ao Estado de Minas, Governo Federal e autoridades locais. Desenvolvido com tecnologia inovadora e disruptiva os equipamentos são muito interativos – “usually friendy” – o que permite que sejam facilmente implementados e parametrizados para uso. Seus módulos e funcionalidades estão em constante evolução, permitindo seu upgrade e atualizações permanentes.
Os aparelhos contam com tecnologia de controle e monitoramento em dois níveis, através do CCM (centro de controle e monitoramento) e do CCT (centro de controle tecnológico) – de onde todos os eventos com os pacientes podem ser visualizados e acompanhados através de sistemas parametrizáveis de alarmes.

Essas, e demais funcionalidades, fazem com que o VI-C19 seja considerado um equipamento robusto e moderno. Seu exclusivo sistema de exaustão e tratamento do ar expirado, evita a contaminação das equipes médicas e sua capacidade de funcionar com ar em alta e baixa pressão possibilita seu uso em estruturas hospitalares mais simples.

A NOVA ONDA DA COVID-19

Com a nova onda de contaminações da Covid-19, mesmo em meio ao processo de vacinação de pessoas do grupo de risco, as taxas de ocupação de leitos dos hospitais em todo o país estão aumentando de forma exponencial, agravando a crise sanitária e mantendo os óbitos em níveis exorbitantes.
Com a alta demanda, como já vimos, os hospitais não conseguem atender os pacientes que chegam com insuficiência respiratória e necessitam de suporte ventilatório, pois esbarram na falta de estrutura e equipamentos. O Projeto INSPIRAR, entra em uma nova fase de sua trajetória para novamente mobilizar a sociedade e o empresariado local em busca de novas doações para a produção de mais ventiladores pulmonares.

“A TACOM é uma empresa que tem como vocação o desenvolvimento contínuo de soluções tecnológicas de ponta para serem aplicadas em mobilidade urbana. Quando a pandemia chegou, queríamos ajudar de forma efetiva as pessoas. Em 2020 conseguimos viabilizar muitas doações e agora em 2021, diante deste cenário de colapso nos hospitais, vamos novamente em busca de doações para oferecer mais equipamentos às instituições que tanto precisam”, explica Claudia.

O PODER DA COLABORAÇÃO

O Projeto INSPIRAR acredita que a sociedade pode contribuir de forma efetiva para atenuar a onda de sofrimento e dor que pessoas e famílias estão passando. Por isso, sua nova campanha de arrecadação permite que todos possam ajudar. Empresas, entidades e a população poderão fazer a diferença com doações em dinheiro ou até mesmo adquirir os aparelhos para encaminhar a alguma entidade hospitalar escolhida.
As quantias coletadas serão destinadas a um fundo de arrecadação, e os recursos levantados se transformarão em créditos para fabricação dos ventiladores pulmonares que serão entregues a instituições de saúde que não disponham de número suficiente de aparelhos para atender a demanda de pacientes.

“O valor dos equipamentos dentro do Projeto Inspirar é subsidiado, o que permite que eles tenham o custo unitário de R$ 33.480,00, o que corresponde a cerca de um terço do valor de um equipamento equivalente no mercado. A escolha dos locais para encaminhamento dos equipamentos é feita a partir de uma lista pré-definida. Os equipamentos serão doados preferencialmente a organizações públicas ou privadas sem fins lucrativos, claro, com comprovada necessidade”, pontua Cláudia.

Terão prioridade aquelas que atendam populações em vulnerabilidade social e/ou que estejam localizados em regiões mais afetadas pela pandemia do novo coronavírus. A quantidade será definida com base nos critérios de necessidade, disponibilidade e razoabilidade, buscando beneficiar o maior número de pessoas possível. Todos podem acompanhar as entregas realizadas e a lista de empresas selecionadas no site do Projeto.

COMO DOAR

Para doar, basta entrar no site do Projeto Inspirar e selecionar ‘QUERO DOAR’ ou acessar diretamente o gateware de pagamento www.kimmais.com.br/doacao, através do QR CODE. O doador preencherá um pequeno cadastro com CPF ou CNPJ, e-mail e telefone de contato, e consentirá aos termos da campanha.
Feito o cadastro, será possível doar por meio de cartão de crédito, PIX, transferência bancária ou boleto bancário. Para mais informações ou detalhes sobre a aquisição de um equipamento, entre em contato pelo telefone: 0800-0420614 ou acesse: www.projetoinspirar.com.br

Sobre o Projeto INSPIRAR

O Projeto INSPIRAR nasceu em março de 2020, no início da pandemia, a partir do objetivo da TACOM em oferecer uma solução inovadora, rápida, acessível e de excelência para o combate à Covid-19. Com sua expertise de mais de 40 anos em tecnologia de ponta para o setor de transporte, aliada ao apoio da FIEMG (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais) e de diversas empresas e voluntários, foi possível viabilizar o projeto de um ventilador pulmonar próprio, em larga escala e baixo custo, o VI-C19. O equipamento foi desenvolvido em 45 dias e aprovado em 100% dos requisitos de homologação ANVISA. Os aparelhos são fabricados e doados a instituições de diversas regiões do Brasil que mais necessitam. Em poucos meses de projeto, foram mais de 1.700 respiradores entregues. Para doar ou saber mais, acesse http://www.projetoinspirar.com.br, @inspirarprojto. Ou fale no 0800-0420614.

Sobre o ventilador VI-C19

Desenvolvido com tecnologia totalmente inovadora, os ventiladores pulmonares VI-C19 podem ter seu funcionamento monitorado remotamente em tempo real, possibilitando maior eficiência na sua operação. Os principais recursos são: três módulos de operação: PCV, VCV e PSV para uso pediátrico e adulto; alarmes configuráveis e alertas automáticos; auto teste de inicialização para garantir que está funcionando corretamente; configuração de dados do paciente para cálculo automático do peso predito para ajudar nas calibragens; histórico de eventos relacionados aos pacientes, com detalhes como data e hora, o que facilita o controle das ocorrências e providências; tela de 10 polegadas touch screen com interface intuitiva; três níveis de controle e monitoramento remoto de suas atividades, permitindo e facilitando o acompanhamento dos eventos com os pacientes; menu em quatro idiomas: português, inglês, espanhol e francês; gabinete de fácil transporte e manuseio; tecnologia exclusiva para trabalhar com ar em alta e baixa pressão, possibilitando sua implantação rápida e simples; sistema de exaustão e tratamento do ar expirado pelo paciente, o que ajuda evitar a contaminação dos ambientes hospitalares; plataforma tecnológica que permite a atualização e evolução do equipamento com implantação de novos módulos ventilatórios e novas funcionalidades. O equipamento é registrado no mais alto parâmetro da ANVISA para fabricação de equipamentos e dispositivos médicos Classe III, garantindo os melhores padrões de qualidade e segurança.
Anterior Imposto de Renda 2021: quem deve declarar, como e quando
Esta é a notícia mais recente.