As consequências da lesão de Conor Mcgregor no UFC 264

A luta Dustin Poirier x Conor Mcgregor 3 mudou a direção do UFC. Veja o que vai acontecer este ano na divisão peso pena.

O UFC 264 aconteceu em 10 de julho e o evento principal foi elétrico enquanto durou. Conor Mcgregor quebrou a perna nos segundos finais do primeiro round e a luta foi encerrada por interrupção médica. Há muita coisa que vai acontecer por causa do resultado dessa luta. Vamos analisar essas consequências neste artigo, assim como algumas coisas que levaram para este desfecho de combate. Neste artigo você vai conferir: 

  • Como foi a luta Conor Mcgregor x Dustin Poirier III 
  • Qual é o futuro da divisão peso leve 
  • Qual o futuro de Conor Mcgregor 
  • Como o UFC está se saindo em 2021 
  • O que as casas de apostas diziam sobre o combate principal do UFC 264 antes do mesmo acontecer 
  • E muito mais

O que aconteceu no evento principal do UFC 264 

A luta começou bastante equilibrada. Mcgregor optou por uma base que lembra mais o karatê, diferente do que fez na última luta, quando usava uma base mais de boxe. Dessa vez, o irlandês estava chutando muito mais e com muito mais força. O interessante foi que Dustin Poirier foi o lutador que utilizou mais o boxe, o americano conectou alguns socos e Conor ficou sem escolha além de fazer o clinch. A luta agarrada resultou em uma tentativa frustrada de guilhotina por parte de Mcgregor. Este acabou ficando de costas no chão enquanto Poirier o golpeava de cima para baixo. 

Para sair da situação ruim, Mcgregor segurou a luva do adversário enquanto estava no chão ao mesmo tempo que tentava acerta-lo com chutes de baixo para cima. Isso é ilegal, mas o juiz não interferiu e Poirier teve que se afastar do adversário para evitar danos maiores. A essa altura já estamos no último minuto da luta. Conor se levanta e ao tentar acertar um soco sua perna quebrou ao fazer o movimento de giro de tornozelo. Infelizmente, Mcgregor ainda chegou a pisar em sua perna quebrada 

Isso levantou uma série de teorias sobre como isso aconteceu. Isto é, como Conor quebrou a perna. Dustin Poirier afirmou que Conor quebrou a perna quando um dos chutes do irlandês foi defendido pelo americano. O próprio Conor refutou essa teoria ainda dentro do octógono, na entrevista pós-luta. O treinador de Mcgregor deu uma entrevista e afirmou que acredita que a perna de seu lutador realmente quebrou porque Poirier conseguiu defender um dos chutes. Vitor Miranda, comentarista oficial do UFC Brasil, refutou essa teoria e afirmou que o mais provável é que seja uma lesão por estresse. O que quer dizer que Conor estava treinando tão duro e chutando tão forte na sua preparação para esta luta que suas pernas não conseguiram se recuperar a tempo. 

Caminho aberto para Dustin Poirier x Charles do Bronx 

Antes mesmo dessa luta acontecer, o presidente do UFC, Dana White, afirmou que o vencedor do evento principal do UFC 264 iria disputar o título contra Charles do Bronx ainda este ano. Apesar de algumas pessoas questionarem a vitória de Poirier, o caminho está aberto para uma luta entre Dustin Poirier x Charles do Bronx.

O próprio Poirier já mandou recado para o atual campeão, Charles do Bronx, como se a luta já fosse oficial. Até então, os contratos ainda não foram assinados, mas seria necessário algum desastre para impedir que essa luta aconteça. 

O que os especialistas tem para dizer sobre o futuro de Conor Mcgregor 

Ao contrário do que algumas pessoas pensaram, não foi uma fratura no tornozelo que aconteceu, Conor Mcgregor realmente quebrou a perna como Anderson Silva. A implicação mais óbvia disso é que o irlandês não volta a lutar este ano. Conor segue com apenas uma vitória desde que Obama era presidente e agora com uma lesão séria no seu currículo, é difícil de imaginar ele voltando a lutar em alto nível. Alguns especialistas, pessoas do mesmo nível que Luiza Correia, você pode ler mais sobre ela aqui, afirmavam que este seria um confronto aberto, apesar da sequência ruim que Conor vinha enquanto Poirier só tinha perdido uma luta desde 2017. Este é o poder que o marketing de Mcgregor tem nas pessoas.  

Dana White já afirmou que a rivalidade entre Conor e Poirier ainda não acabou e que os dois provavelmente ainda vão lutar novamente. Ele ainda adicionou que uma nova luta com Diaz também é possível.

A bruxa está solta no UFC em 2021 

Antes de 2021, apenas 2 pernas quebradas aconteceram na história do UFC. Em 2021 sozinho, já temos duas pernas quebradas. O UFC foi a única organizadora de eventos que decidiu continuar apesar da pandemia, mesmo sem o público. Não que uma coisa tenha haver com a outra, mas certamente não foi fácil para os lutadores se prepararem durante este período. 

As casas de apostas estavam relutantes com Conor Mcgregor x Dustin Poirier III 

Os apostadores estavam bastante relutantes com esta luta. Não é só sair por aí e fazer MasterCard apostas, é necessário pensar antes. Na maioria das casas, o confronto era visto como 50/50. Apesar de Poirier ter nocauteado Mcgregor na última vez. 

Considerações finais 

Conor Mcgregor x Dustin Poirier III certamente não teve o final que nós esperávamos. Ninguém fica feliz quando um lutador quebra a perna. O UFC está perdendo uma de suas maiores estrelas. Aparentemente, Mcgregor está pagando o preço pelo tempo que ficou inativo no MMA. Resta torcer para que ele tenha uma recuperação rápida dessa vez. 

Anterior No 'DIA DO HOMEM' é preciso refletir sobre os cuidados com a própria saúde, alertam urologistas
Próxima GUAÍRA: VACINAÇÃO COM 2ª DOSE DA CORONAVAC/BUTATAN SERÁ SEXTA-FEIRA (23/07)