Dores musculares: O problema pode estar em como você pensa

"Quando você sabe exatamente o que te causa a dor, a sua mente começa a procurar uma maneira de resolver isso", explica a terapeuta Wanessa Moreira

Foto de Kindel Media no Pexels

Todo sintoma do corpo começa na mente – Há 20 anos a terapeuta Wanessa Moreira vem se dedicando a esse estudo, de perceber que cada doença, cada sintoma , cada desequilíbrio manifestado pelo corpo é resultado de um incômodo, estresse, desconforto, situação difícil que começou primeiro na mente.

Em um período tão conturbado quanto esse que vivemos, seja por conta da pandemia, ou ainda por conta da instabilidade financeira, o que não falta para todas as pessoas são preocupações na mente.

Quando você começa a descobrir o que cada sintoma do corpo significa, fica muito mais fácil treinar a mente e os pensamentos para conquistar um pouco de paz e junto com essa paz você certamente estará conquistando um pouco de saúde.

“Vou contar um pouco sobre a dor muscular. As dores muito comuns para a maioria das pessoas, as tensões no pescoço, dores nas costas, dores de cabeça, são resultado de um sentimento de impotência, de estar impedido de fazer algo que você precisa ou que você quer. Seria algo como estar de frente para o gol para chutar a bola, sem goleiro, todo preparado para esse momento, e de repente alguém te segura e te impede de chuta-lá. E você perde aquela chance de fazer o gol”, explica a terapeuta.

As dores musculares são um reflexo desse tipo de situação, de você estar pronto para agir, e tem situações que te impedem. Por exemplo: queria tanto trabalhar, mas tenho um filho pequeno e meu salário não compensa contratar alguém para cuidar dele. Ou ainda quero tanto ter um relacionamento, alguém que me ame de verdade é só conheço pessoas que não querem levar nada a sério, e fico impedida de viver o que eu quero.

Essas situações acompanham muitos pensamentos ruins, sensação de fracasso e de impotência. Leva a pessoa a acreditar que nunca as coisas vão ser boas para ela e ela não consegue viver o que deseja, até porque não sabe como fazer de forma diferente para ter um resultado prático para o que quer viver.

Então, começa uma sequência de dores musculares sem fim que termina de tirar a paz de quem já está sofrendo com esses impedimentos. O importante é que quando você descobre o que está causando a dor, você pode começar a colocar seus pensamentos para trabalhar a seu favor e com isso, vão diminuindo gradativamente as suas dores.

“O primeiro passo para fazer isso é toda vez que você estiver com uma dor muscular, comece a perceber o que aconteceu naquele dia, quais situações te deixaram aborrecido, e repita uma frase para seu corpo começar a ir se curando, nada vai me impedir de encontrar a solução para o que estou vivendo. Só essa atividade já vai dar um passo importante para a melhoria das suas dores musculares. Você vai perceber que seu corpo reage à medida que você vai mudando a maneira que pensa sobre o que acontece com você”, comenta Wanessa Moreira.

“Outro passo que é a Blocoterapia que mostra em formas geométricas como triângulo, retângulo, quadrado e círculo, com três cores diferentes, quais são as situações exatas do seu dia a dia que estão causando essa dor. Quando você sabe exatamente o que te causa a dor, a sua mente começa a procurar uma maneira de resolver isso, o problema se torna consciente, deixa de ficar lá dentro dos seus pensamentos escondidos e a solução fica muito mais fácil”, finaliza.

Melhor do que empurrar as dores musculares com a barriga e seguir de mau humor tomando analgésicos, esse é o caminho de descobrir o que seu corpo está dizendo, e como você pode ser gentil com ele fazendo ele melhorar à medida que você cuida dos seus pensamentos e emoções.

Anterior 6 lições da Construção Civil que podem ser aplicadas no empreendedorismo
Próxima Conheça os malefícios do absorvente tradicional para o corpo