Pular para o conteúdo
Início » Contraste entre volta definitiva aos escritórios e consolidação do trabalho remoto

Contraste entre volta definitiva aos escritórios e consolidação do trabalho remoto

Foto de RODNAE Productions no Pexels

Aeroportos e rodoviárias lotados de pessoas voltando para suas rotinas. Com 44% mais movimento do que no ano passado, os terminais da Infraero registraram o maior volume de passageiros de fim e começo de ano entre os dias 20 e 23 de dezembro e 1 e 2 de janeiro; nas principais rodoviárias da cidade de São Paulo — Tietê, Barra Funda e Jabaquara — era estimado fluxo de mais de 736 mil pessoas entre 27 de dezembro e 3 de janeiro, segundo a concessionária Socicam.

Quem precisa voltar para o escritório, encara transportes lotados e preços altos, enquanto quem trabalha de forma remota pode retomar as atividades de onde está ou buscar datas alternativas para passagens.

Na Dock, uma das empresas líderes na América Latina em tecnologia para serviços financeiros, o anywhere office ou “trabalhe de onde quiser” foi anunciado como definitivo em março de 2020 para 100% dos colaboradores, após uma pesquisa interna que mostrou que 97% gostariam de continuar em home office, 45% se adaptaram rapidamente ao modelo e 85% aproveitou o momento para reduzir despesas como aluguel e contas domésticas ou realizar mudanças que já queriam há algum tempo para melhorar sua qualidade de vida.

A companhia inicia 2022 com funcionários espalhados por 234 cidades, 19 estados e 7 países. O anywhere office permite não apenas encaixar viagens em qualquer momento do ano, mas também a possibilidade de morar em cidades menores e com menor custo, acompanhar o crescimento dos filhos e realizar atividades no tempo que seria destinado ao trajeto para o trabalho.

Vida nova

Camila Shimada, líder de experiência do colaborador da Dock, matriculou os filhos Joaquim, de 5 anos, e Lígia, de 3, em uma escola-fazenda que fica longe de sua casa, em Barueri (SP). “Trabalho de lá durante a semana. O anywhere office me possibilita equilibrar de forma muito balanceada meus papéis de mãe e de profissional. Consigo adequar minha agenda e minha logística e ficar próxima dos meus filhos e das suas rotinas”, conta.

A Líder de Programas e Portfolio da Dock, Auziane Moraes, também mudou de vida e se mudou de São Paulo para Itacaré, na Bahia, e vai à praia todos os dias antes de sua primeira reunião, às 9h. “O anywhere office me permitiu viver vidas que eu não sabia que poderiam ser vividas junto com o trabalho, como a de me tornar surfista e morar na praia.”

Marianne Gomes, Especialista em Engenharia de Análise de Dados, aproveitou para realizar o sonho de se tornar mochileira. Em um ano de Dock, visitou mais de 14 estados e o Distrito Federal. “Conheci lugares que não imaginava e pessoas incríveis e ainda desenvolvi minha habilidade de adaptação. Hoje também consigo aproveitar os melhores momentos ao lado da minha família quando estou no Espírito Santo”.

Números

Uma pesquisa da Korn Ferry, empresa global de consultoria organizacional, aponta que 70% dos profissionais dizem que trabalhar remotamente é o novo normal e que retornar à rotina do escritório será “difícil” e “estranho”. Mais da metade (55%) diz que a ideia de voltar ao escritório em vez de trabalhar em casa os deixa estressados. Quase três quartos (74%) dos entrevistados dizem que têm mais energia e foco quando trabalham em casa em vez do escritório, e quase metade (49%) diz que recusaria uma oferta de emprego se fosse obrigada a trabalhar do escritório em tempo integral.

Segundo pesquisa da consultoria de RH Robert Half, somente entre as mulheres entrevistadas, 44% disseram que procurariam outro emprego se o home office fosse encerrado; 31% dos homens fariam igual. Mesmo entre os que não deixariam a empresa por este motivo, o trabalho remoto continua sendo o regime favorito: 63,8% preferem trabalhar mais dias em casa do que no escritório.

Pesquisa da It’s Seg mostra que 62% das companhias pretendem que seus colaboradores voltem ao trabalho presencial ainda neste ano. Mas uma minoria deseja retornar ao modelo 100% presencial: apenas 16%, segundo pesquisa da Adecco.

Sobre a Dock:
A Dock é uma das líderes na América Latina em tecnologia para serviços financeiros e a primeira em Banking as a Service na América Latina. Atualmente, viabiliza mais de 160 milhões de contas e processa mais de 50 bilhões de dólares em pagamentos anualmente. A companhia agrega inovação e escalabilidade aos negócios de seus clientes, reunindo Emissão de Cartões, Digital Banking e Soluções de Adquirência em uma plataforma única, além de Soluções de Risco & Compliance.

As soluções da Dock facilitam processos que aceleram a capacidade de empresas criarem serviços de meios de pagamento e de digital banking. O resultado é um leque amplo de produtos inovadores, maior acesso de consumidores a serviços financeiros e uma melhor jornada do cliente final.

A plataforma em nuvem da Dock reduz o encargo operacional e regulatório de seus clientes, ao mesmo tempo que oferece ferramentas valiosas ao negócio por meio de seu ecossistema de parceiros. A intenção é reduzir o time-to-market dos seus clientes.

Para mais informações, visite dock.tech